PUBLICIDADE

Brasil / Política

Eduardo Bolsonaro faz declaração e Embaixada da China rebate

Da Redação

A rela√ß√£o Brasil e China ficou afesta ap√≥s nesta quarta-feira (18). Tudo porque o filho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) acusou o pa√≠s asi√°tico de ser respons√°vel pela prolifera√ß√£o do covid-19 pelo mundo. A Embaixada chinesa rebateu as declara√ß√Ķes.

No seu perfil oficial no Twitter, Eduardo Bolsonaro afirmou que o pa√≠s asi√°tico tem culpa pela dissemina√ß√£o da doen√ßa. Sugeriu que o Estado chin√™s teria escondido¬†‚Äúalgo grave‚ÄĚ,¬†referindo-se ao coronav√≠rus e comparou o caso com Chernobyl.

‚ÄúQuem assistiu Chernobyl vai entender o que ocorreu. Substitua a usina nuclear pelo coronav√≠rus e a ditadura sovi√©tica pela chinesa. Mas uma ditadura preferiu esconder algo grave a expor tendo desgaste, mas que salvaria in√ļmeras vidas. A culpa √© da China e liberdade seria a solu√ß√£o‚ÄĚ, escreveu o deputado.

Na noite desta quarta-feira (18), a Embaixada da China rebateu o deputado e disse que ele havia proferido palavras¬†‚Äúextremamente irrespons√°veis‚ÄĚ. Afirmou que as declara√ß√Ķes do congressista soam¬†‚Äúfamiliares‚Ä̬†pois seriam uma¬†‚Äúimita√ß√£o dos seus queridos amigos‚ÄĚ, completando que Eduardo havia¬†‚Äúcontra√≠do v√≠rus mental‚Ä̬†ao retornar de Miami (EUA) e que est√°¬†‚Äúinfectando amizades entre os nossos povos‚ÄĚ.

Num outro post, a embaixada disse que o congressista √© uma¬†‚Äúpessoa sem vis√£o internacional nem senso comum‚Ä̬†e que n√£o conhece¬†‚Äúa China, nem o mundo‚ÄĚ. Aconselhou, por fim, que o deputado n√£o tentasse ser¬†‚Äúporta-voz dos EUA no Brasil‚ÄĚ, pois poderia¬†‚Äútrope√ßar feio‚ÄĚ. No tu√≠te, inseriu os perfis oficiais do ministro das Rela√ß√Ķes Exteriores, Ernesto Ara√ļjo, e do presidente da C√Ęmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Eduardo tamb√©m foi criticado pelo embaixador da China no Brasil, Yang Wanming. O diplomata afirmou que o pa√≠s asi√°tico repudia veementemente as declara√ß√Ķes do congressista e exigiu 1 pedido de desculpas ao povo chin√™s. Declarou que¬†‚Äúmanifestar√°‚ÄĚ sua¬†‚Äúindigna√ß√£o‚ÄĚno Itamaraty e na C√Ęmara dos Deputados.

Wanming disse ainda que a atitude do deputado n√£o condizia¬†‚Äúcom o estatuto como deputado federal‚ÄĚ, tampouco com a postura de¬†‚Äúuma figura p√ļblica especial‚ÄĚ. Por fim, ele afirmou que a declara√ß√£o prejudicar√° a rela√ß√£o¬†‚Äúamistosa‚ÄĚ entre a China e o Brasil.

Rodrigo Maia fez intervenção

Diante do mal-estar provocado pelas publica√ß√Ķes de Eduardo Bolsonaro, o presidente da C√Ęmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu¬†desculpas em nome da institui√ß√£o. Disse que o filho do presidente proferiu ‚Äúpalavras irrefletidas‚ÄĚ ao atribuir culpa aos chineses pela pandemia de covid-19.

‚ÄúA atitude n√£o condiz com a import√Ęncia da parceria estrat√©gica Brasil-China e com os ritos da diplomacia. Em nome de meus colegas, reitero os la√ßos de fraternidade entre nossos 2 pa√≠ses. Tor√ßo para que, em breve, possamos sair da atual crise ainda mais fortes‚Äú, escreveu Maia.