PUBLICIDADE

Brasil / Política

Líder da maioria anuncia que estado de calamidade será votado amanhã

O l√≠der da maioria no Senado, Eduardo Braga (MDB‚ÄďAM), anunciou, pelo Twitter, nesta quinta-feira (19), que a Casa votar√° at√© amanh√£ (20) o pedido do governo federal para declara√ß√£o de calamidade p√ļblica no pa√≠s, com ou sem o sistema remoto de vota√ß√£o.

Na postagem, Braga disse que em conversa hoje (19) com o presidente em exercício do Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), e com o líder do governo na Casa, Eduardo Gomes (MDB-TO), a apreciação da medida foi acertada.

‚ÄúAcertamos que at√© as 11h de amanh√£ (20), com ou sem sistema remoto de vota√ß√£o, aprovaremos o Decreto de Calamidade P√ļblica por entendimento ou contrasenha por telefone‚ÄĚ, disse o senador.

O sistema de delibera√ß√£o remoto da Casa foi prometido para amanh√£ (20), conforme anunciado pelo presidente em exerc√≠cio do Senado na √ļltima ter√ßa-feira (17). In√©dito no Parlamento brasileiro, ainda n√£o h√° detalhes de como a plataforma vai funcionar na pr√°tica.

Ontem (18), em sess√£o presencial, com o plen√°rio esvaziado,¬†os deputados, por vota√ß√£o simb√≥lica, aprovaram o pedido do governo federal¬†para declara√ß√£o de estado de calamidade p√ļblica no pa√≠s. O projeto ser√° encaminhado para vota√ß√£o no Senado e precisa de pelo menos 41 votos para ser aprovado.

Exames

Diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, passou por exames ontem à noite (18) no Hospital Sírio Libanês, em Brasília. Segundo a assessoria do parlamentar, ele foi submetido a uma tomografia para acompanhar a evolução da infecção.

‚ÄúPor recomenda√ß√£o m√©dica, Davi Alcolumbre ficou em observa√ß√£o no local e recebeu alta na manh√£ desta quinta-feira (19). O presidente do Senado permanecer√° em casa, em isolamento, de acordo com as orienta√ß√Ķes m√©dicas‚ÄĚ, diz nota divulgada √† imprensa.

(Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Por Agência Brasil