Crime é solucionado com auxílio de câmeras da Prefeitura

Um caso que gerou grande comoção na Cidade de Santos: o estupro seguido de assassinato de uma menina de 9 anos, moradora do Paquetá, foi solucionado. Com a ajuda de 30 câmeras do Sistema Integrado de Monitoramento (SIM) da Prefeitura, a Polícia Civil esclareceu o crime.

O crime ocorreu em 29 de janeiro e teve as investigações dificultadas pela falta de testemunhas.

“Recebemos uma solicitação da Polícia Civil e, imediatamente, disponibilizamos acesso ao nosso monitoramento”, relata o secretário de Segurança (Seseg), Sergio Del Bel. Durante dias, na central localizada no Paço Municipal, uma equipe de investigadores pesquisou imagens de arquivo, especialmente das regiões do Centro e do Mercado.

Os registros, além de perícia realizada em um imóvel, permitiram a identificação de um suposto autor do crime, que já teve a prisão preventiva decretada pelo Ministério Público e está foragido.

Câmeras
A Prefeitura de Santos conta atualmente com 640 câmeras distribuídas pela Cidade, incluindo unidades do modelo OCR, que reconhece placa de veículos. O sistema, posteriormente, funcionará no Centro de Controle Operacional (CCO), que está sendo construído no embasamento do Paço Municipal e irá integrar as ações de segurança com outros serviços públicos.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *