Filhotes de piranha confirmam suspeitas da presença do peixe na Lagoa da Saudade

As dúvidas da existência de piranhas na Lagoa da Saudade, em Santos, foram encerradas. Isso porque na manhã desta segunda-feira (9), um jovem retirou da água alguns filhotes do peixe que, segundo especialistas, corresponde ao gênero Serrasalmus Maculatus.

A confirmação é recente para grande maioria da população e para a Prefeitura, mas quem frequenta aquela região e costuma pescar no lago, garante que as piranhas já são vistas há mais de um ano. O tempo, inclusive, pode sustentar o aparecimento dos filhotes e mostrar que a espécie está em reprodução.

A espécie, que pode chegar a 26 cm, também é conhecida como: catirina, pirambeba, piranha amarela e piranha mafura, costuma viver cerca de 10 anos e é mais comum na América do Sul, bacias do Paraguai, Paraná e Amazônica.

 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *