COLUNASNação Santista

A responsabilidade dos conselheiros será grande no SFC

Por Paulo Alberto

Alô, Alô Nação Santista, um grande abraço. O vice-presidente Orlando Rollo demonstrou publicamente sua insatisfação com a gestão do Peixe e enviou um documento ao presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Teixeira, revelando sua intenção de se licenciar do cargo. Rollo e Peres não se entendem desde o início do mandato e o vice reclama por não participar das decisões do futebol. Há algum tempo, o presidente José Carlos Peres não é unanimidade no Santos. Nos últimos dias, enquanto esteve em Londres chefiando a delegação da Seleção Brasileira, o cartola perdeu vários aliados na diretoria santista. A maioria dos membros do Comitê Gestor está incomodada com atitudes de Peres. O parecer do Conselho Fiscal sobre o balanço financeiro do primeiro trimestre de 2018 apontou um déficit de R$ 18 milhões. Entretanto, o que mais irritou aliados de Peres foi a contratação do zagueiro equatoriano Jackson Porozo. Na transação, o Peixe pagou cerca de R$ 1,5 milhão de reais pelo atleta e, sem motivo aparente, cedeu 30% dos direitos econômicos a uma empresa ligada a Ricardo Crivelli, o Lica, gerente das categorias de base. Vários conselheiros estão insatisfeitos com o presidente e recentemente dois grupos políticos que apoiaram a candidatura de Peres manifestaram seu descontentamento com sua gestão, bem como, muitos associados também já não o aceitam na Presidência do clube .

O Santos já sabe as datas das duas partidas contra o Independiente, da Argentina, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. A Conmebol anunciou nesta terça-feira que o primeiro jogo, em Buenos Aires, ocorrerá em 21 de agosto, terça-feira, às 21h45. A partida de volta será realizada no dia 28 de agosto, também uma terça-feira, 19h30. O jogo de volta deverá acontecer no Pacaembu, apesar de não haver confirmação do local. No entanto, a diretoria do Peixe deixou claro que iria privilegiar os jogos da Libertadores para a capital paulista. Vale lembrar que o jogo contra o Real Garcilaso estava previsto para o Pacaembu, mas acabou sendo levado para a Vila Belmiro por causa de um veto da Polícia Militar de São Paulo. O Independiente é o maior campeão da história da Libertadores, com sete títulos. Caso passe para as quartas de final, o Peixe irá encarar outro argentino – o vencedor do clássico entre River Plate e Racing.

Curiosidades: Na Libertadores, Santos e Independiente se cruzaram uma vez, e com triunfo argentino. O time de Avellaneda encerrou o sonho do tricampeonato consecutivo do Peixe em 1964 ao vencer as duas partidas da semifinal (3 a 2 e 2 a 1). O último confronto ocorreu em 1995, pela extinta Supercopa da Libertadores, e, de novo, o Independiente eliminou o Santos, desta vez em uma decisão por pênaltis após dois empates (1 a 1 e 2 a 2).

Abraço EspecialAo proprietário, Beto, e a todos os funcionários da Vila Pizzaria, que fica Rua Princesa Isabel, esquina com a Rua Álavarez Cabral, próximo ao Estádio da Vila Belmiro, o ponto de encontro dos torcedores após as partidas do Peixão. É gente ligado na gente. Não há distância que nos separe, Tradição é Tradição, os bons tempos estão de volta. A todos, Deus conduz.         

 

CAPITÃO PAULO ALBERTO

DRT : No 33.858

saiba antes via instagram @revistamaissantos