8.0 // COLUNASNação Santista

Demissões de gestores do Santos FC, foram a gota d’água na excursão ao México

Por Paulo Alberto

Alô, Alô Nação Santista, um grande abraço. O primeiro reforço do segundo semestre foi o meia costarriquenho Bryan Ruiz, com contrato até 2020, o jogador tem 32 anos, ficará no Peixe até os 35 anos. Para ele, encerrar a carreira no Santos seria uma honra. É a segunda vez que o jogador pisou na Vila Belmiro. A primeira, foi na Copa do Mundo de 2014, quando a Costa Rica treinou na Vila Belmiro e acabou se tornando a sensação daquele Mundial no Brasil, indo até as quartas de final. Na época, Bryan ganhou uma camisa personalizada do Peixe e, na sua apresentação, foi entrega a camisa 10, que o próprio presidente Peres esqueceu que a mesma camisa veste o atacante Gabigol. O meia Bryan Ruiz ainda não tem data de estreia pelo Santos. O jogador que disputou a última temporada pelo Sporting de Lisboa, de Portugal, não teve férias por conta da disputa da Copa do Mundo na Russia e precisará de um tempo de 10 dias para descanso antes de se apresentar ao Peixe. Boa sorte ao Bryan Ruiz com a camisa 10, ou não.

A descoberta da viagem do atacante William (19 anos), da equipe Sub-23, ao México, foi apenas a gota d’água para 03 integrantes do comitê gestor pedirem demissão. O pai e empresário do jogador, Wanderley Hudson Silva, foi um dos responsáveis pelo acerto dos amistosos do Santos contra Monterrey e Quéretaro. Ele é amigo do ex-coordenador das categorias de base do clube, Ricardo Crivelli, o Lica, afastado do cargo após ser acusado de assédio. William não foi anunciado pelo site oficial do clube. Seu contrato data de 14 de março, um mês antes do escândalo das acusações de pedofilia contra Lica irem a público. O jogador teria sido indicação do ex-coordenador e não passou pelo crivo do Comitê Gestor do clube. Em 29 de março, 15 dias após a contratação de William, o presidente José Carlos Peres viajou ao México acompanhado de Wanderley Hudson Silva – com as despesas pagas pelo Santos – para iniciar conversas com os clubes mexicanos pelos amistosos acertados . Na véspera da viagem, último dia 3, o Peixe anunciou  a lista completa em seu site oficial, mas mesmo assim omitiu a viagem de William. Segundo várias pessoas ligadas à diretoria do Peixe, a viagem ao México teria como chefe de delegação o membro do Comitê Gestor José Carlos de Oliveira. No entanto, por exigência de Peres, a viagem passou a ser chefiada por Pedro Dória, outro membro do Comitê Gestor, com relações melhores com o mandatário. Uma coisa é certa, teremos eleição no conselho deliberativo para o impeachment ao Presidente José Carlos Peres. Aguardem.

Curiosidades: O Santos oficializou uma parceria com o City Futsal Dallas, equipe de futebol de salão dos Estados Unidos. O contrato foi assinado no início do mês e é válido até dezembro de 2020. Além de intercâmbios entre comissões técnicas e atletas das duas entidades, o Peixe visa também expandir sua marca na América do Norte. Esse patrocínio vem de encontro à mudança de patamar que o Departamento de Futsal conquistou ao ser integrado ao Futebol de Base. O processo de intercâmbio foi iniciado em 3 de julho, onde foram realizadas clínicas de futsal com alunos das cidades de Oklahoma, Dallas e Tolsa.

Abraço Especial: Ao presidente da ATMAS: Antonio Carlos Domingues da Costa e à toda diretoria pelos 39 anos de fundação. É gente ligado na gente. Não há distância que nos separe, tradição é tradição, os bons tempos estão de volta. A todos, Deus conduz.

CAPITÃO PAULO ALBERTO

DRT : No 33.858

 

Foto: Reprodução/Santos FC

saiba antes via instagram @revistamaissantos