8.0 // COLUNASMAIS SAÚDE

Emagrecer com saúde

Por Paulo Lorandi

Emagrecer parece fácil, mas é difícil. Difícil, mas não impossível. A meta de emagrecimento tem de ser razoável e saudável. E o foco não precisa ser a questão estética mas tem de se pensar na saúde. O primeiro ponto a se encarar é o de que o sobrepeso vem pela ingestão de excesso de calorias através dos alimentos. A conta é simples e básica: é preciso consumir toda a energia ingerida, caso contrário esse excesso irá se acumular como gordura. Todo alimento tem a sua cota de caloria, alguns mais e outros menos.

O simples ato de viver consome certa quantidade de calorias e que é chamado de metabolismo basal. De uma maneira bem genérica, os homens não devem ingerir mais do que 1900 kcal e as mulheres, 1400 kcal. Esse valor é genérico porque depende do nível de atividade física diária que cada um mantém. Quanto mais atividade, mais esse valor vai subir. Por isso, querer emagrecer significa comer menos e/ou agitar mais.

Existem muitas opções de controle de ingestão, aquilo que é chamado de dieta. E como tudo na vida, há as dietas da moda, muitas vezes lançadas por personalidades ou os seus “coach” (outra moda). Pensando em saúde, a redução de ingestão calórica não pode ser pensada como uma dieta, que, em tese, tem começo e fim. A reeducação alimentar é o hábito alimentar a ser introduzido na vida da pessoa e incorporada definitivamente.

Pensando em saúde, perder 10% do peso corporal já traz benefícios significativos. Propor a perda semanal de peso na faixa situada entre 0,5kg a 1kg é uma meta que é possível de ser atingida sem grande esforço. A ajuda de um nutricionista para estabelecer o cardápio e o acompanhamento nesse processo pode ser necessária, ainda que exista alguns aplicativos que lhe ajudarão a contar a quantidade de calorias ingeridas diariamente. Mas o alimento não serve apenas calorias, é preciso ter nutrientes orientados adequadamente.

Quem precisa emagrecer? Em princípio, as pessoas com IMC (peso ÷ altura2) acima de 25. O uso de medicamentos somente é recomendado em situações bem específicas, uma vez que ao se retirar o seu uso, é possível que o peso volta a ser incorporado porque não houve mudança no padrão de consumo alimentar. Pergunte ao seu médico ou a um farmacêutico sobre os riscos que essas substâncias podem trazer para o seu organismo. Outra coisa bastante importante é a de que você deve respeitar e gostar do seu corpo. Emagrecer é para ser ter uma boa condição de saúde. Você já é bonita/ bonito com o corpo que tem.

Foto: Pixabay

 


Prof. Dr. Paulo Angelo Lorandi, farmacêutico pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas-USP (1981), especialista em Homeopatia pelo IHFL (1983) e em Saúde Coletiva pela Unisantos (1997), mestre (1997) e doutor (2002) em Educação (Currículo) pela PUCSP. Professor titular da UniSantos. Sócio proprietário da Farmácia Homeopática Dracena. *O professor escreve semanalmente para o portal Mais Santos.

saiba antes via instagram @revistamaissantos