ESPORTES 

Monitoramento do Verdão preocupa, mas diretoria santista acredita no planejamento feito por William Thomas e pelo clube ser prioridade do argentino em se reunir depois do BR

 

Não é segredo que o técnico Jorge Sampaoli foi bem avaliado internamente pelo Palmeiras após a demissão de Mano Menezes, há dois dias. O comandante do Santos é o plano A do Verdão para o início de 2020.

O interesse do Palmeiras preocupou a diretoria santista pela questão financeira, mas a consciência segue tranquila pelo argentino ter colocado o Santos como prioridade para conversar e decidir a permanência para 2020.

O trunfo da vez é William Thomas, profissional que substitui Paulo Autuori nas conversas com Sampaoli. Junto com a diretoria, Thomas já projeta uma reunião com Sampaoli para apresentar o planejamento de 2020. Ele acumula as funções de diretor técnico e de superintendente de futebol.

Vale ressaltar que William esteve ao lado de Peres e Gabriel Andreata para conversar sobre o atraso em três meses dos direitos de imagens com os jogadores do Santos, no CT Rei Pelé. O Peixe, aliás conseguiu adiantar o 13º e pagar uma parcela da dívida com o elenco.

O Santos também avalia como ótimo o desempenho no Campeonato Brasileiro. Os dirigentes acreditam que Sampaoli não vai querer começar outro trabalho do zero no Brasil, além do carinho que o argentino tem pela cidade.

O planejamento do Santos é o principal ponto fraco na permanência de Sampaoli. Antes de ser demitido, Paulo Autuori criticou a gestão. Além disso, Veríssimo, Gustavo Henrique e Marinho tomaram o mesmo discurso nos últimos dias.

O Santos faz seu último trabalho na manhã desta terça-feira, no CT Rei Pelé, antes de viajar e enfrentar o Athletico-PR, nesta quarta, às 19h, na Arena da Baixada, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe é o segundo lugar da competição, com 71 pontos.

 

 

Fonte: LANCE!

Foto: Ivan Storti/Santos

saiba antes via instagram @revistamaissantos