ESPORTES 

Palmeiras quer menos contratações em 2020 para trazer quem resolva

 

Ao promover cinco atletas das categorias de base e anunciar o retorno de três emprestados, o Palmeiras planeja fazer menos contratações para 2020. A estratégia montada pela diretoria e comissão técnica é de abastecer o elenco com jogadores formados no clube, e ir ao mercado para trazer apenas reforços de peso, que de fato resolvam carências da equipe.

Esta já é uma mudança em relação ao plano de 2019, em que manteve todo o grupo campeão brasileiro e buscou principalmente coadjuvantes pensando no futuro. O maior nome no início do ano foi Ricardo Goulart, mas o camisa 11 voltou para a China após receber uma oferta para se naturalizar. Vitor Hugo e Luiz Adriano, atuais titulares, chegaram na janela de meio de ano.

– Qual foi a maior contratação do Palmeiras? A manutenção do elenco. Foi difícil segurar o Dudu, o Gustavo Gómez, o Weverton, o Bruno Henrique. O Ricardo Goulart, que veio para ser titular, infelizmente lesionou – analisou o diretor de futebol Alexandre Mattos.

– Apostamos em um planejamento de manutenção de elenco, o Palmeiras vinha de bons resultados com o time reserva e priorizamos isso. Tentamos o Goulart, não deu certo. O processo de contratações é o mesmo desde 2015, tem uma demanda técnica, passa para a diretoria para aprovação de negócios e valores, e aí vai para o presidente decidir – acrescentou.

Fernando Prass, Jailson, Edu Dracena e Henrique Dourado têm contratos válidos até dezembro. Em contrapartida, Vinicius Silvestre, Esteves, Pedrão, Patrick de Paula, Gabriel Menino, Veron, Angulo e Artur se juntarão ao elenco para 2020 e participarão da pré-temporada.

Mesmo aqueles dentro da idade limite não vão jogar a Copa São Paulo, para que possam ser analisados por Mano Menezes de mais perto.

– Desde que chegamos esteve na pauta os jogadores da formação do Palmeiras. Não tem nenhuma novidade, a não ser os nomes que começam a aparecer, alguns até de forma natural porque todos estão falando. Outros temos de ver um pouco mais, fazer uma avaliação dentro do grupo, quando as coisas ficam mais claras. Isto que vamos fazer na primeira parte do ano, para ter uma ideia mais objetiva destes atletas jovens, de quem se confirma, quem se sustenta nas suas perspectivas, que são bem positivas – afirmou Mano.

– O Mano é um treinador que dispensa comentários de tudo o que representa de currículo, de treinador de Seleção Brasileira, vitorioso. Os números dele no Palmeiras são excelentes, um pouco acima da média. Ele tem contrato e vai participar da pré-temporada, está participando o planejamento, está bem integrado a tudo o que a gente pensa. Ele sabe que o momento exige (o time) um pouco mais solto, que os meninos por mérito precisam ter oportunidades. Isso tudo vai acontecer naturalmente – completou Mattos.

 

 

 

Fonte: LANCE!

Foto: Cesar Greco

saiba antes via instagram @revistamaissantos