ESPORTES 

Após se licenciar da presidência do Conselho Deliberativo da Raposa, o dirigente surpreende ao sair do comando do futebol, pois havia dito que queria ficar a ajudar o clube

 

Os bastidores no Cruzeiro continuam quentes após a queda para a segunda divisão do Brasileiro. Zezé Perrella está deixando o cargo de gestor do futebol da Raposa. A notícia gera surpresa, pois Perrella havia se licenciado da presidência do Conselho Deliberativo para se dedicar exclusivamente ao futebol cruzeirense.

No lugar de Zezé Perrella assume a gestão de futebol Márcio Rodrigues, que foi vice-presidente do clube na gestão de Gilvan de Pinho Tavares. Em informações contraditórias, o presidente Wagner Pires de Sá e o ex-gestor tem versões diferentes para a saída.

– Eu não o tirei do cargo. Em uma reunião anteontem, o Zezé esteve comigo e conversou, dizendo que precisava descansar. Ele se colocou ainda à disposição do Cruzeiro para ajudar o clube. Mas ele realmente está saindo. Assume o Márcio Rodrigues, uma figura que tem experiência no futebol e já trabalhou na nossa base – disse Wagner Pires de Sá ao Globoesporte.com.

Perrella rebateu e disse que foi demitido pelo mandatário.

-Eu não pedi para descansar! Eu fui demitido, o Wagner me tirou – afirmou Perrella.

Além da troca no comando do futebol, outras mudanças também foram confirmadas. Ronaldo Granata, atual vice-presidente do clube, será o gestor das categorias de base do Cruzeiro. Hermínio Lemos, outro vice de Wagner Pires, será o diretor administrativo.

Zezé Perrella divulgou uma mensagem que teria sido enviada por Wagner Pires de Sá, na madrugada desta quinta-feira,12 de dezembro, comunicando sua saída.

-Tentei falar com você ontem várias vezes antes de tomar a decisão que ora lhe comunico. Senti na última reunião sua angústia em continuar na direção, principalmente, do futebol do Cruzeiro, após essa terrível situação que nos encontramos depois de tantas vitórias que você antes nos proporcionou. Seu constrangimento em aceitar, depois de nossa insistência, um curto tempo de 60 dias, muito me preocupou. Precisamos urgentemente traçar um novo rumo e planejamento para que, como Fenix renascer das cinzas. Colocar novamente nosso clube no lugar que foi e será sempre dele. Amanhã nomearei o Conselheiro (grande cruzeirense) MARCIO RODRIGUES SILVA – Vice Presidente de Futebol. Espero contar sempre com você para nos ajudar a reconstruir e levantar novamente nosso querido Clube. Um grande abraço. Wagner- dizia a mensagem segundo Perrella publicada pelo Globoesporte.com.

Apenas dois meses no cargo

Zezé Perrella virou gestor do futebol do Cruzeiro em outubro, após a demissão de Itair Machado, o que foi visto como forma de acalmar os ânimos no clube e tentar salvar o time da queda para a segunda divisão.

Perrella chegou ao cargo com o status de ex-presidente do Cruzeiro de 1995 a 2002 e de 2009 a 2011, buscando soluções para problemas urgentes como salários atrasados e a indisciplina dentro do elenco. Zezé Perrella foi o responsável pelo afastamento de Thiago Neves e, disse que desejava continuar à frente do futebol para ajudar o clube na Série B em 2020.

Porém, desde de segunda-feira que Wagner Pires de Sá voltou a articular dentro do clube, afirmando que não deixaria mais o cargo de presidente como estava sendo ventilado nos corredores da Raposa.

 

 

Fonte: LANCE!

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

saiba antes via instagram @revistamaissantos