COLUNASGastronomia

Alimentação Infantil: prática, saudável e sem mistérios

Por Andrea Asorey

Quem nunca teve dúvidas relacionadas à alimentação das crianças, que atire a primeira bolinha de gude! Tudo parece muito simples até o incrível momento de colocar toda teoria na prática.

Fazer comparações com nossa infância parece um tanto injusto, afinal, não tínhamos nem mesmo metade da oferta de alimentos específicos no mercado. Hoje temos uma indústria que cresce vertiginosamente pesquisando, planejando e percebendo as necessidades e desejos colocando no mercado uma infinidade de produtos voltado a crianças de diversas faixas etárias. Difícil concorrer com embalagens lindas, sabores e cores artificialmente reforçados, sem mencionar os diversos apelos publicitários com personagens e afins.

Mas, então, como fazer para as crianças seguirem uma alimentação saudável e equilibrada? Existe um segredo?

Crianças e adultos devem comer o mesmo alimento. A diferença é que, na introdução alimentar deve ser oferecido alimentos com grau de digestibilidade progressivos e ter alguns cuidados com alimentos alergênicos, devido ao sistema imunológico e digestório estarem em fase de amadurecimento. Então o que muda basicamente é a consistência e o tempo de inserir alguns tipos de alimentos no pratinho da criança. A partir de 2 anos os pais passam a ser espelhos por completo. Todos os alimentos podem ser compartilhados, ou seja, não há necessidade alguma de fazer qualquer tipo de alteração. O que faz com que os bons hábitos dos pais sejam obrigatórios. E bons hábitos significa ter uma vida muito mais voltada ao natural.

Partindo agora para a prática, vivemos em centros urbanos onde é difícil ter 100% da alimentação natural. Dá sim para viver bem comendo de tudo um pouco. O que precisamos é, sem dúvida, priorizar aquilo que é bom e reduzir aquilo que não faz bem, o que significa que sem comer vegetais a saúde vai ter prejuízo sim, a curto, médio e, principalmente a longo prazo. E se não se habitua desde a infância é muito mais difícil fazer isso na adolescência e na fase adulta.

VERDADE – Vegetais são obrigatórios. Preferencialmente os orgânicos, porque sim, eles não contem agrotóxicos mas, muito além disso, eles possuem muito mais compostos bioativos.

MITO – Já que tem agrotóxico, não vou consumir nenhum vegetal – Preferível que seja orgânico e que se evitem os campeões em presença de agrotóxicos (facilmente encontrados em pesquisas). O consumo de vegetais é necessário, pois, a quantidade de micronutrientes encontradas nestes alimentos são essenciais para regular nossos processos metabólicos como um todo.

NEM SEMPRE… – Alimentos industrializados devem ser banidos da alimentação. Não adianta ser radical. Conhecer o que está colocando para dentro do seu corpo deve ser uma regra. Então, para errar menos, verifique a lista de ingredientes do produto que irá consumir e, principalmente que dará a criança. Quanto menos ingredientes, melhor!

E como presente, a chef funcional Margot Lambert (http://www.margotlambert.com) deixa uma receita prática e saborosa. Tem sim um industrializado – atum enlatado. Eu fecho aqui com uma dica que derruba um mito não opte pelo light e sim prefira em óleo vegetal. O atum é um peixe que possui alta concentração de mercúrio. Quando se faz uma conserva cozida em óleo, parte desse mercúrio migra para a gordura desse cozimento (no caso, o óleo vegetal), Então, use o atum conservado em óleo descartando todo óleo.
Nessa receita os pequenos podem ajudar a misturar os ingredientes e modelar os hambúrgueres. E você ainda pode deixar pronto e congelar para usar quando quiser!

HAMBURGUER DE ATUM COM AVEIA
Ingredientes:
1 lata de atum sólido escorrido
3 colheres de farinha de aveia
1/2 cenoura ralada
Temperos a gosto (sugestão: sal, orégano, cúrcuma)
1 colher de sopa de Salsinha picada
Preparo:
Em um recipiente coloque o atum já escorrido e misture com a cenoura, salsinha e temperos.
Em seguida vá acrescentando a farinha de aveia aos poucos até formar uma massa homogênea que dê para modelar os hambúrgueres.
Em uma panela anti aderente coloque os hambúrgueres para dar uma dourada em ambos os lados.
Sirva a seguir – Rendimento 8 mini hambúrgueres ou 4 unidades médias.

saiba antes via instagram @revistamaissantos