Gastronomia 

Um desertor norte-coreano que vive na Coreia do Sul disse nesta quarta-feira que lançou balões contendo “milhares de cópias” em DVD do filme ‘A Entrevista’ para a Coreia do Norte. A Coreia do Norte denunciou a comédia hollywoodiana, uma ficção sobre um plano para assassinar o ditador do país, Kim Jong-un, como ato de guerra e ameaçou retaliação caso o filme fosse lançado.

Lee Min-bok, desertor que deixou o Norte há 20 anos, disse que enviou cópias do filme em DVD, notas de dólar e folhetos contra o regime norte-coreano em bolsas amarradas a balões de hélio em quatro ocasiões, sendo a mais recente no sábado. O envio de panfletos irritou Pyongyang, que nos últimos meses ameaçou sabotar as negociações entre as duas Coreias. Autoridades sul-coreanas pediram que ativistas evitassem lançar panfletos, mas disseram que não possuem bases legais para impedir.

Lee disse que recebeu um e-mail anônimo que o alertava que sua cabeça seria “esmagada pela clava de ferro da justiça” e seus braços “arrancados em pedaços pela adaga do julgamento” caso continuasse os envios. “Vou continuar enviando balões apesar de qualquer ameaça”, disse Lee. O e-mail estava sendo investigado por autoridades sul-coreanas, disse Lee.

saiba antes via instagram @revistamaissantos