Gastronomia 

Cidade guarda alguns dos mais antigos prédios da Turquia

Mardin é uma das poucas cidades do mundo que foi inteiramente declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Isso porque cada centímetro da cidade transmite história e cultura, e essas terras ao longo do Rio Tigre têm sido o cruzamento de civilizações desde o início da própria civilização.

A medida faz sentido. Toda a cidade é um museu a céu aberto. A maioria dos edifícios usa pedras calcárias de cor bege que foram extraídas durante séculos em pedreiras locais.

A história da cidade remonta pelo menos até o século 14 a.C., quando era um ponto importante no Império Médio da Assíria e conhecido como Izala, seu nome persa. Ao longo dos anos, permaneceu como um centro cultural da região e há vestígios de influências muçulmanas, siríacas, yakubis, caldéias, nesturi, yezidis, judias, curdas, árabes, chechenas, armênias, bem como muitas outras culturas obscuras, religiões e etnias.

Mosteiro de Mor Hananyo

Oficialmente chamado de Mosteiro Cayro d-Mor Hananyo, este mosteiro ortodoxo sírio ainda está em funcionamento e fica localizado a 3km ao sul da cidade, em uma região conhecida como Tur Abdin. É também chamado de “Mosteiro Saffron” devido às cores quentes da pedra usada para construí-lo.

O mosteiro remonta ao século V d.C. e foi renovado no século VIII, tendo ganhado seu nome nesta época. O mosteiro conta com 365 quartos – um para cada dia do ano. A igreja é famosa em parte porque é um dos poucos lugares no mundo que ainda usa o aramaico, a língua materna de Jesus, como sua língua litúrgica. Os serviços são realizados diariamente e estima-se que a sala de oração tenha mais de 4.000 anos.

Mor Gabriel Monastery

Mor Gabriel é um mosteiro do século IV localizado perto de Mor Hananyo, em Tur Abdin, e é o mais antigo mosteiro ortodoxo sírio sobrevivente no mundo. Ele também continua em funcionamento com monges cuidando dos jardins locais e é possível conseguir permissão para visitar a área interna durante o dia.

A antiga cidade de Dara

Esta antiga cidade teve uma grande importância estratégica durante a era romana e foi o ponto focal dos conflitos romano-persas no século VI, incluindo a famosa Batalha de Dara em 530 d.C.

Também tem grande importância religiosa, pois é listada pela Igreja Católica como uma sede oficial para a Igreja Católica Latina e Siríaca.

É possível percorrer a maior parte da cidade em ruínas, passando pelas cisternas e pelos prédios rochosos. A história e a espiritualidade desta cidade ficam explicitas por todos os lados.

A Grande Mesquita de Mardin

A foto mais icônica de Mardin é a do minarete da Grande Mesquita de Mardin, alcançando o céu com vista para toda a cidade. A mesquita foi construída no século XII e seu minarete redondo é um dos pontos mais proeminentes da região. Originalmente, a mesquita apresentava dois desses minaretes, mas um deles acabou destruído ao longo dos anos.

saiba antes via instagram @revistamaissantos