Gastronomia

Em crise, Petrobras pega R$ 11 bilhões emprestados

APetrobras Global Trading BV (PGT), subsidiária da estatal de petróleo, assinou nesta quarta-feira um contrato de financiamento com o Banco de Desenvolvimento da China (CDB) no valor de 3,5 bilhões de dólares. Este é o primeiro contrato de financiamento de um acordo de cooperação a ser implementado ao longo de 2015 e 2016.
De acordo com comunicado da estatal, o contrato foi assinado na China, durante visita do Diretor Financeiro e de Relacionamento com Investidores, Ivan Monteiro, ao país. Adicionalmente, as empresas confirmaram a intenção de desenvolver novas cooperações no futuro.

“Este contrato é um importante marco para dar continuidade à parceria estratégica entre o CDB e a Petrobras, fortalecendo as sinergias entre as economias dos dois países”, afirmou a Petrobras em comunicado.

Com limites para realizar captações no mercado de dívida, em meio a denúncias de corrupção que envolvem a empresa, a Petrobras disse anteriormente que estudava “outras possibilidades de financiamento e incremento de fluxo de caixa”, até para fazer frente aos pesados investimentos projetados.

Vivendo uma crise de credibilidade por conta das denúncias reveladas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, a Petrobras tem dito publicamente que não pretende captar recursos no mercado de dívida em 2015.
Segundo a Petrobras, o contrato é um importante marco para dar continuidade à parceria estratégica com a China, para quem a estatal exporta petróleo.

saiba antes via instagram @revistamaissantos