Gastronomia 

colunistas-Ana-Maria-de-Sousa

 

 

 

 

O final de inverno venta devagar, quase nulo, por aqui, mas o frio de 2016 apita pela Fendi.

O geometrismo renascerá como signo maior de jovialidade. Além de descontruir o monocromático errante, ele virá com a função de realçar uma determinada tonalidade, através de um acessório significativo.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A cartela gritará insistentemente pelo verde firme das heras, o ultra violeta, marsala, vermelhidão, o cinza e outras nuances. Aliás, todas essas cores serão apenas coadjuvantes do “pineapple” (abacaxi). O capitão mor, na segunda foto à esquerda, chiquérrimo, ancora o mini vestido em crepe de algodão, com uma linha de transparência na saia.Tal fio horizontal, fino e charmoso é comum em várias peças da nova coleção.

Dois formatos de “clutch” (carteira): maior ou minúsculo e a versão ambas simultâneas. Demais?

O moletom sairá sofisticado das academias de ginásticas para parear com a calça cropped. E o couro voará, meio azul, do baú da felicidade da vovó para valorizar mais a alquimia feminina. 

Enfim, peles de carneirinhos e outros bichos virarão estolas de luxo. E nós, ecologistas, ganharemos rugas na testa.

saiba antes via instagram @revistamaissantos