Economia e Negócios 

 

No dia seguinte à queda da Selic, taxa básica da economia, que, nesta quarta-feira, 31, desceu mais um degrau, a 6% ao ano, a Bolsa sobe, motivada principalmente pela surpresa de uma parte dos investidores, que esperavam um corte de 0,25 ponto porcentual, e não 0,50 p.p., como foi anunciado. Com isso, às 12h05, o Ibovespa operava a 103.319,42 pontos, com variação positiva de 1,48%.

Ibovespa

Ibovespa  Foto: Estadão

Cortes nas taxas de bancos

Após a Selic ser fixada em 6,0%, bancos começaram a anunciar reduções em suas taxas. O Itaú informou que vai repassar integralmente o corte de 0,50 ponto porcentual na taxa básica. O banco não divulgou, contudo, as taxas que passarão a valer após o movimento, apenas – para pessoa física, a redução será no empréstimo pessoal e, no caso de pessoa jurídica, no capital de giro.

Banco do Brasil vai reduzir os juros para pessoas físicas, jurídicas e no financiamento imobiliário, a partir da próxima segunda-feira, 5. A Caixa Econômica Federal anunciou cortes nas taxas de juros de suas principais linhas de crédito a partir desta quinta-feira, 1.º, tanto para empresas quanto para pessoas físicas. Além disso, a partir de 19 de agosto, o banco vai oferecer um novo pacote de produtos, chamado de Caixa Sim, com taxas mais atrativas aos clientes.

Produção industrial cai

A produção industrial caiu 0,6% em junho ante maio, na série com ajuste sazonal, informou nesta quinta-feira, 1º, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No segundo trimestre do ano, a queda foi de 0,7% em relação ao trimestre anterior. De janeiro a março, a indústria já tinha recuado 0,6% em relação aos últimos três meses de 2018.

Ações sobem

Na Bolsa, são poucas as ações em queda, mas as da Vale e da Bradespar (acionista da mineradora) seguem no negativo, com perdas de ao redor de 2% em reação ao balanço trimestral da empresa. Além disso, o minério de ferro caiu 1,25% na China.

Os papéis da Petrobrás e bancos sobem. As ações ON da JBS disparavam 5% nesta manhã, após sua controlada nos EUA, processadora norte-americana de carne de frango Pilgrim’s Pride, registrar lucro líquido de US$ 170,1 milhões no segundo trimestre, alta de 59,7% ante o mesmo período de 2018.

Os papéis ON Eletrobrás subiam mais de 4%, com a notícia de que a diretoria da empresa foi convidada pelo ministro de Minas e EnergiaBento Albuquerque, a participar de discussões envolvendo a possível desestatização da companhia hoje, juntamente com presidente Jair Bolsonaro.

Fed

Os principais índices acionários de Nova York ampliam seus ganhos após dados de atividade da economia americana alimentarem as expectativas dos investidores por mais cortes de juros por parte do Federal Reserve. O Morgan Stanley, em relatório divulgado a clientes, vê outubro como o mês mais provável para um novo corte de 0,25 ponto porcentual na taxa. Segundo o CME Group, os contratos futuros de Fed funds embutem 86,8% de chance ao menos mais um corte de juros nos EUA neste ano. Às 11h57 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,93%, enquanto o S&P 500 se fortalecia 0,87% e o Nasdaq avançava 1,41%.

Sobe e desce 1/8/2019

Fonte: Estadão conteúdo 

saiba antes via instagram @revistamaissantos