PUBLICIDADE

- INVIS√ćVEL -

Como cuidar da sa√ļde e beleza durante os voos

A baixa umidade do ar provoca uma s√©rie de inc√īmodos. Dentro do avi√£o temos a cabine pressurizada, ar condicionado intenso e em longos voos n√£o √© incomum pessoas reclamarem de pele e garganta secas.

‚ÄúPele, l√°bios, olhos, nariz e gargantas secos e at√© mesmo um efeito frizz nos cabelos s√£o alguns dos efeitos frequentes provocados pela baixa umidade do ar‚ÄĚ, alerta Dra M√īnica Fialho, dermatologista da cl√≠nica BarraSkin (RJ)

‚ÄúVoos costumam gerar inc√īmodos e desconfortos sim em raz√£o n√£o apenas dessa falta de umidade, mas tamb√©m pela pressuriza√ß√£o da cabine em raz√£o da altitude, e do frio do ar condicionado. ¬†Em caso de voos de longas dist√Ęncias os pacientes sempre relatam que percebem a pele e garganta ressecadas, dentre outros desconfortos habituais como sensa√ß√£o de pernas cansadas por ficarem muito tempo sentados, olhos lacrimejando, inc√īmodo ao respirar e reten√ß√£o de l√≠quidos.
A baixa umidade do ar provoca o ressecamento das mucosas das vias a√©reas, tornando a pessoa mais vulner√°vel a uma crise de asma, por exemplo, e tamb√©m √† infec√ß√Ķes virais e bacterianas. Ocorre sim maior desidrata√ß√£o e consequente ressecamento da pele e dos l√°bios tamb√©m‚ÄĚ, explica Dra. M√īnica Fialho.

A dermatologista recomenda que a pessoa se hidrate bem antes, durante e ap√≥s o voo: ‚Äúque possa aplicar soro fisiol√≥gico no nariz e nos olhos para evitar o ressecamento; e que use produtos para hidratar a pele e l√°bios indicados por seu dermatologista. ¬†Levantar e at√© caminhar um pouco no corredor do avi√£o ajuda a melhorar a circula√ß√£o sangu√≠nea e a n√£o fazer reten√ß√£o de l√≠quidos. Tudo isso ajuda a melhorar disposi√ß√£o durante e ap√≥s o voo e ir√° ajudar por consequ√™ncia na sa√ļde e beleza da pele‚ÄĚ, explica Dra ¬†M√īnica.

Dra. Mariana Chambarelli Neno, dermatologista da cl√≠nica Dra. Denise Chambarelli (RJ)¬†explica que a sensa√ß√£o de ressecamento pode ocorrer na regi√£o dos olhos, nariz e boca; podendo haver tamb√©m reten√ß√£o de √°gua, que gera incha√ßos no rosto e no corpo. ¬†‚ÄúPara isso recomendo que seja aplicado e reaplicado hidratante indicado pelo dermatologista para o tipo de pele do paciente e borrifar √°gua termal ao sentir desconforto durante o voo. √Č fundamental beber bastante √°gua e o uso de meia el√°stica com compress√£o ajuda muito tamb√©m √† circula√ß√£o sangu√≠nea e oferece conforto durante o voo‚Äú, alerta a m√©dica.

Outro inc√īmodo comum √© sentir o ouvido entupir durante os v√īos.¬†¬†‚ÄúO que acontece √© que a mudan√ßa brusca de press√£o atmosf√©rica, apesar de as cabines das aeronaves comerciais serem pressurizadas, causa um desequil√≠brio entre o ar que est√° dentro dos ouvidos e o ar do ambiente, gerando uma distens√£o da membrana timp√Ęnica, causando um abafamento tempor√°rio da audi√ß√£o e desconforto. O nosso organismo precisa da um tempo para equilibrar a press√£o. Quem controla a passagem do ar e equilibra a press√£o √© a tuba auditiva, que √© um canal que conecta o nariz ao ouvido. Pessoas com o nariz entupido podem ter dificuldade em descomprimir o ouvido, apresentando dor intensa, surdez prolongada e at√© perfura√ß√£o do t√≠mpano‚ÄĚ, detalha o otorrinolaringologista Dr. Gustavo Gosling, da Otocl√≠nica do Rio de Janeiro.

O m√©dico explica ainda que a queda da umidade compromete as defesas do nosso sistema respirat√≥rio.¬†¬†‚ÄúA queda da umidade provoca o ressecamento das mucosas das vias a√©reas e compromete a prote√ß√£o natural do nariz, que √© feita pelo muco que reveste a regi√£o, favorecendo a intensifica√ß√£o de problemas respirat√≥rios como rinites al√©rgicas, crises de asma e a infec√ß√Ķes virais e bacterianas, podendo ocorrer tamb√©m sangramentos nasais, dor de cabe√ßa e garganta seca‚ÄĚ, explica Dr. Gustavo.

O otorrino destaca que o √ļnico modo de amenizar a surdez e press√£o no ouvido durante um v√īo √© fazer o ar circular pela tuba auditiva. ‚ÄúA degluti√ß√£o √© a maneira mais natural de deixar o ar entrar e sair e voltar a relaxar o t√≠mpano. Mastigar chicletes e bocejar ajuda a abrir a tuba auditiva. O uso de sprays nasais pode aliviar a obstru√ß√£o do nariz e diminuir secre√ß√Ķes, facilitando a passagem do ar para os ouvidos. For√ßar a ventila√ß√£o interna tapando o nariz, na chamada Manobra de Valsalva, tamb√©m usada por mergulhadores, √© outra t√©cnica‚ÄĚ, explica Dr. Gustavo Gosling.