PUBLICIDADE

- INVIS√ćVEL -

Extenso é com X, mas Estender é com S. Mesmo? Mas por quê?

Por Romulo Bolivar
romulo.bolivar@uva.br

Já vem o leitor querer pensar que o português é difícil ou que se trata da língua mais difícil do mundo. Isso é mito. Se você é falante nativo do nosso idioma, então, pra você esta será a língua mais fácil e pronto.

Retomando o tema de nossa coluna de hoje, acontece o seguinte. Essas duas palavras (o adjetivo extenso e o verbo estender), apesar de apresentarem a mesma origem no Latim, entraram no Portugu√™s em momentos diferentes da hist√≥ria da L√≠ngua. 

ESTENDER chega ao Portugu√™s no s√©culo XIII, numa √©poca cuja tend√™ncia era X passar a S, na consagra√ß√£o da nova L√≠ngua que ent√£o se formava. Criamos o ‚ÄúS‚ÄĚ.

J√° a palavra EXTENSO foi importada para o Portugu√™s bem depois, no s√©culo XVII. Nossa L√≠ngua estava mais consolidada e neste momento a tend√™ncia era ‚Äúvalorizar o cl√°ssico‚ÄĚ, geralmente preservando a grafia latina. Mantivemos o ‚ÄúX‚ÄĚ.

Ou seja, o que define a ortografia das palavras em nossa Língua não é apenas sua origem, mas também o uso que dela fazemos, o momento e em que ela é incorporada ao nosso vocabulário, entre outros fatores que ainda terei o prazer de discutir com você, curioso leitor.

Na pr√≥xima coluna, vamos falar sobre o uso correto de uma express√£o problem√°tica: ‚Äúcerca de‚ÄĚ. At√© l√°!