4.6 // MASCOTESMANUAL 

Os dentes longos e afiados e o estômago superácido não deixam dúvidas: cães e gatos são naturalmente carnívoros. Mesmo assim, há quem os submeta a um cardápio com pouco ou nenhum produto animal.

Mas, faltam evidências de que isso traga benefícios aos petes. Pelo contrário, o bicho pode ter deficiências nutricionais. Essa situação é capaz de resultar em doenças graves. Os gatos, que não aproveitam bem os nutrientes vegetais são os mais prejudicados, demandando atenção extra e, muitas vezes, suplementação.

Cuidados necessários

Comece devagar – Exclua a carne e seus derivados aos poucos, ao longo de uma ou duas semanas e com a ajuda do veterinário.

Opte pela ração – Alimentos consumidos por seres humanos podem provocar intoxicações e dificultam a nutrição ideal.

Verifique o rótulo – Não pode faltar vitamina B12 na dieta dos cachorros. Os gatos, por sua vez, precisam de taurina para sobreviver.

Observe os sintomas – Indisposição, queda ou falta de brilho nos pelos e irritações na pele podem indicar deficiências nutricionais.


Quer saber mais? Acesse aqui e saiba onde adquirir a edição impressa da revista Mais Santos!

saiba antes via instagram @revistamaissantos