4.2 // TURISMO 

No primeiro semestre do ano, o turismo de negócios no Brasil experimentou um crescimento de 14,7% e isso também teve impacto nos gastos, que tiveram um percentual semelhante de aumento, segundo a última pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Agências de Agências. Viagem Corporativa (Abracorp). O segmento é valorizado no país porque gasta 33,4% a mais que um turista internacional tradicional.

Entre janeiro e junho, os turistas de negócios no Brasil gastaram 5.569 milhões de reais (US $ 1468 milhões), superando em 14,8% os 4.850 milhões do mesmo período de 2018. Pontualmente, no primeiro trimestre o turismo de negócios um impacto de 2,545 milhões de reais (US $ 671 milhões) e, no segundo, cresceu para 3,024 milhões de reais (US $ 797,3 milhões).

Segundo a pesquisa da Abracorp, as vendas de transporte terrestre, hotelaria e aviação cresceram 56,8%; 25,7% e 24,8%, respectivamente, e juntos movimentaram mais de 3.300 milhões de reais na economia brasileira (US $ 870 milhões)

No primeiro trimestre a venda de pacotes de viagens internacionais caiu 48,8% e no segundo trimestre 27,7%, enquanto nos pacotes nacionais houve aumento de 21,69% e 3,3%, respectivamente.

Para Gervacio Tanabe, diretor executivo da Abracorp, “é possível” que no final do ano de 2019 o aumento nas despesas com viagens de negócios permaneça em 15%.

Dados do estudo, citados pelo Ministério do Turismo, mostram que dentro do setor aéreo as principais rotas responsáveis ​​pelo crescimento foram as pontes aéreas Rio-São Paulo e Brasília-São Paulo.

saiba antes via instagram @revistamaissantos