4.2 // TURISMO 

Os hostels fazem com que o viajante se sinta à vontade. É por isso que muitas nacionalidades reservam hostels não só em seu país de origem, mas também quando viajam internacionalmente. Portugal, Espanha, Chile são os países mais procurados por viajantes brasileiros para acomodação em hostels. Enquanto isso, os países mais buscados por viajantes do mundo todo que se hospedam em hostels são Espanha, Japão, Rússia, Reino Unido e Tailândia.

As informações são da Booking.com, que pesquisou as tendências para a indústria de acomodações compartilhadas, considerando que a popularidade dos hostels não para de crescer.

Barcelona, Amsterdã, Lisboa, Praga e Londres foram os destinos mais procurados para hostels na plataforma em 2019 até o momento. Isso reforça a tendência de que as pessoas que reservem hostels busquem pontos turísticos já bem estabelecidos, como também nos permite observar que, cada vez mais pessoas buscam estender sua viagem para uma segunda cidade e um destino menos conhecido.

Não à toa, os destinos que mais cresceram no ano passado para viajantes que reservam hostels incluem: Salento (nos Andes e a oeste da capital Bogotá, na Colômbia), Arequipa (cidade peruana cercada por três vulcões), Sapporo (localizada em uma região montanhosa do Japão), Danang (cidade costeira no Vietnã) e El Nido (cidade nas Filipinas conhecida por seus recifes de corais e praias de areia branca).

“A indústria de hostels vai muito além do mochileiro que está só procurando por um beliche para dormir. É uma indústria diversa e em expansão. Estamos trabalhando para que ela se torne ainda mais acessível a viajantes de todo mundo”, diz Nelson Benavides, Gerente Regional da Booking.com no Brasil.

saiba antes via instagram @revistamaissantos