4.2 // TURISMO 

Berço do turismo de inverno alpino, St. Moritz é um dos destinos suíços mais procurados para a prática de esqui e snowboard. Não à toa, já recebeu duas edições dos Jogos Olímpicos de Inverno. Ao longo de toda a temporada, acontecem eventos como competições de polo e festivais de gastronomia com a presença de premiados chefs internacionais, incluindo uma brasileira. Passeios pelas lojas de grifes internacionais e festas exclusivas em casas noturnas completam a experiência.

Em janeiro, até o dia 22, St. Moritz recebe os “Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno de Lausanne”, o segundo maior evento multiesportivo de inverno, que reúne 250 atletas competindo por medalhas em oito esportes. O mês termina com três Copas do Mundo, uma de Polo na Neve, entre 24 e 26, sendo o torneio da categoria que oferece o maior prêmio em dinheiro, e duas de Bobsled e Skeleton, a primeira com atletas paralímpicos em 24 e 25, e a segunda na mais antiga pista do mundo, e a única com gelo natural, de 31 a 2 de fevereiro.

Mais competições tradicionais acontecem em fevereiro. A mais antiga do mundo envolvendo esportes de inverno é a “Cresta Run: Grand National”, que teve a sua primeira edição em 1885, quando introduziram pela primeira vez a modalidade “Cresta”, precursora do Skeleton. Neste ano, está marcada para o dia 15. No lago St. Moritz congelado, uma das mais esperadas é a glamorosa corrida de cavalos, de 2 a 16, que atrai em média 30 mil pessoas para assistir os jóqueis profissionais correndo sobre a neve. As partidas de críquete também ganharam notoriedade, reunindo jogadores vindos da Índia, Paquistão e Reino Unido entre 13 e 15.

Há também eventos para toda a família. Neste ano, no dia 29 de fevereiro, será a primeira edição do “The ICE”, que combina a apreciação das paisagens ao entorno do lago congelado a uma exposição de carros vintage, clássicos e esportivos. O “Gourmet Festival”, de 31 de janeiro a 8 de fevereiro, é a opção certa para os que apreciam a alta gastronomia. Além de poderem acompanhar a competição entre chefs de mais de 30 países, incluindo a brasileira Bel Coelho, os visitantes têm a possibilidade de degustar champanhes e vinhos de primeira classe. O “SunIce Festival” encerra a temporada em grande estilo com shows de DJs mundialmente famosos entre 13 e 14 de março.

Mas caso os eventos não atraiam o turista, o entretenimento está garantido durante passeios pelas sofisticadas lojas de grifes internacionais e boutiques espalhadas por toda a região alpina. De Armani a Gucci, muitas delas contam com coleções exclusivas. Quando a noite cai, restaurantes, bares e casas noturnas ganham destaque. Não é difícil encontrar celebridades nos locais. Ao buscar uma atmosfera mais tranquila, o Balthazar bar é uma ótima opção, celebrando a inovadora cozinha italiana. Se a ideia for curtir uma festa exclusiva, em uma atmosfera íntima e com música pela madrugada, o Dracula Club atende as expectativas.

 

saiba antes via instagram @revistamaissantos