4.2 // TURISMO 

Se você é uma amante do Surf e curte viajar por lugares com boas ondas, temos uma novidade! O World Surf League (WSL) retorna para a Nova Zelândia entre os dias 16 e 22 de março.
Lendas mundiais do surfe como Kelly Slater e Mineirinho competirão em Piha, a praia mais famosa da costa oeste de Auckland. O Piha Pro é uma das etapas do WSL Challenger Series, novo formato que reúne mais de 100 surfistas em busca de classificação para a elite mundial que disputa o Championship Tour (CT).

Com mais de 16 mil km de praias, a Nova Zelândia tem muito a oferecer para os amantes do surfe e do mar. Além da praia de Piha, famosa pela areia preta e pelo cenário exuberante, o país possui diversos outros pontos incríveis para a prática do esporte. Confira abaixo os locais imperdíveis:

Ilha Norte
Taranaki Surf Highway 45 – A rodovia estadual 45 contorna a costa oeste da Ilha Norte entre New Plymouth e Hawera. Sua ligação com o surfe é tão forte que a rodovia é conhecida pelos habitantes locais como Surf Highway. Por ali é possível chegar a pontos populares como o Ahu Ahu, ou praias mais desconhecidas e indicadas para surfistas mais experientes, como a Stent Road e Graveyards.
Great Barrier Island

Com um voo curto ou quatro horas de barco de Auckland é possível chegar em Great Barrier Island, um paraíso escondido conhecido por poucos surfistas. Com praias vazias e ondas consistentes, possui três pontos principais para a prática do surfe: Whagapoua, Medlands e Awana. À noite, o céu limpo e estrelado é uma atração à parte.

Ilha Sul

Kaikoura – As ondas da região são incríveis o ano todo, mas ainda mais consistentes no inverno, entre os meses de junho e agosto. É preciso estar preparado, pois na estação as temperaturas costumam cair bastante.

saiba antes via instagram @revistamaissantos