2.4 // SAÚDEREGIÃO

Ações da Saúde em Praia Grande são destacadas em Congresso

Praia Grande é referência nas ações e investimentos voltados à área da Saúde, com destaque para o desenvolvimento da Estratégia Saúde da Família e, mais recentemente, dos programas de Residência em Medicina de Família e Comunidade e da Multiprofissional. Estes trabalhos em solo praia-grandense foram destaques no 1º Congresso Sudeste de Medicina de Família de Comunidade (MFC), que ocorreu de quinta-feira (11) até este sábado (13), no Memorial da América Latina, em São Paulo.

O secretário de Saúde Pública de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira, realizou, na sexta-feira (12), palestra e participou de uma mesa de debates sobre a evolução da Medicina de Família e Comunidade no Estado de São Paulo e também no cenário nacional. O dirigente da Cidade destacou, entre outras ações, o investimento municipal no setor e como o foco está voltado para Atenção Básica, a prevenção de doenças e promoção à saúde entre todas as faixas etárias.

“Procurei abordar os aspectos principais desenvolvidos em Praia Grande na Atenção Básica valorizando o médico de família e comunidade. Contamos com uma rede estruturada e organizada, inclusive com novas unidades de saúde. O prefeito Alberto Mourão defende e apoio a saúde preventiva. Valorizamos também o profissional financeiramente, já que contamos com concurso público dessa especialidade médica. Dentro disso, ele ainda pode ser um preceptor para capacitar os demais integrantes da rede. O médico de família vê o paciente como um todo e a população já entendeu isso. A meta é ampliar a presença desse profissional nas unidades”, comentou o secretário.

Suckow analisou de forma positiva a participação no Congresso Sudeste. O titular da Sesap acredita que esse tipo de troca de informações é fundamental para a sequência dos projetos relacionados ao setor da Saúde na Cidade. “Foi tudo muito positivo, principalmente porque demonstramos o trabalho de Praia Grande. Tenho certeza que o que foi apresentado fará com que outros profissionais se interessem em trabalhar no Município. A Cidade está dando um salto de qualidade e funcionará cada vez mais como referência na Baixada Santista e outras regiões do Estado”.

Após a apresentação de Suckow, um dos participantes da mesa de debates, o coordenador dos médicos de família e comunidade do Sírio Libanês, José Valadão, fez questão de aproveitar a oportunidade para elogiar em sua explanação a atuação de Praia Grande no setor. “Exemplos como esse deveriam ser seguidos por outras cidades e até instituições. É nítido que Praia Grande valoriza a especialidade de medicina de família e comunidade. No final, quem ganha com isso é a pessoa atendida por esse profissional”.

Stand – Praia Grande aproveitou o Congresso para divulgar o seu programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade. A Cidade contou com um stand no evento. No espaço, além da distribuição de material da Saúde, também foram entregues ao público folders com informações turísticas e de grandes eventos municipais, como o Estação Verão Show. Esta atuação foi uma parceria entre as secretarias municipais de Cultura e Turismo (Sectur) e de Saúde Pública (Sesap). Equipes das duas pastas estiveram no Memorial da América Latina durante dos três dias de atividades.

A diretora do Departamento de Atenção Básica da Sesap, Desirée Araújo, contou que Praia Grande já vem sendo muito procurada por médicos de família e comunidade de diversas regiões de São Paulo e até outros estados em busca de informações do programa desenvolvido na Cidade. “Muitos demonstram interesse em trabalhar no Município. Já temos casos de pessoas que entraram em contato conosco, prestaram o concurso público e agora fazem parte da rede. A procura por informações e pelos materiais disponíveis em nosso stand aqui no Congresso foi muito grande. Por isso, acredito que mais médicos de família e comunidade se interessem atuar em Praia Grande”, disse.

De fato, o stand de Praia Grande no Congresso recebeu inúmeras visitas ao longo de todos os três dias. Um dos visitantes e que saiu do espaço impressionado com as informações que recebeu do que é realizado na Cidade foi o médico carioca, Rafael Silva. Em março de 2019 ele termina a especialidade de medicina de família e comunidade. “Trabalho na região da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Quando participo desses eventos, procuro buscar informações em todos os stands. Fiquei impressionado com a proposta e o que está sendo colocado em prática em Praia Grande. O Município está de parabéns. É bom ter esse conhecimento do que é feito porque consigo analisar e comparar com minha realidade”, argumentou.

saiba antes via instagram @revistamaissantos