REGIÃO 

Da redação

Os casos de afogamentos tiveram uma redução considerável em todo litoral de São Paulo. De acordo com o Grupamento dos Bombeiros Marítimo (Gbmar), foram 118 ocorrências neste Carnaval. No ano passado, no mesmo período, o número de pessoas afogadas foi de 278 vítimas, uma redução de 58% nos salvamentos.

No caso dos óbitos, não houve registro de morte nas praias do litoral. Em 2019 seis pessoas morreram.

Ocorrências

Na terça-feira (25) houve o caso de maior susto. Uma aeronave monomotor caiu na Praia do Tombo, em Guarujá. O piloto foi resgatado com vida e sem ferimentos. O fato aconteceu por volta das 11 horas quando o avião de nome CESNA 170, prefixo PPDXR, de pequeno porte e utilizado para propaganda saiu da cidade de Itanhaém para sobrevoar as praias do litoral. O equipamento teve uma pane e fez um pouso no mar.

Minutos antes, na Praia da Enseada, uma lancha de nome Ventura, de aproximadamente sete metros, pegou fogo cerca de 200 metros da faixa de areia. Nove pessoas estavam na embarcação entre tripulantes e passageiros. Todos foram retirados do incêndio por lanchas que avistaram as chamas. Segundo os Bombeiros, as vítimas feridas foram conduzidas ao hospital.

Na segunda-feira (24), o Grupamento Marítimo recebeu a informação sobre um afogamento na Praia do Bonetinho, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. A vítima estava em uma escuna quando pulou para nadar com os amigos e desapareceu no mar. O homem de 50 anos, morador de Ribeirão Preto, interior do estado, foi resgatado pelas pessoas da própria embarcação, mas teve uma parada cardiorrespiratória. Ao chegar o socorro, ele foi encaminhado ao hospital, mas morreu. Este caso não entra no registro de óbito por não ter sido na praia.

Foto: Divulgação

saiba antes via instagram @revistamaissantos