REGIÃO 

FB-Cananéia é a sexta embarcação entregue neste ano

A DERSA entregou a última sexta-feira mais uma embarcação completamente remodelada, que faz parte do Programa de Reformas e Manutenções estabelecido pela nova gestão da Empresa, que assumiu em janeiro deste ano. A FB-Cananéia, balsa que estava parada desde o dia 5/12/2018, após o vencimento do seu Certificado de Segurança da Navegação (CSN), passou por amplo processo de reforma, que incluiu todo o sistema de propulsão (motor, reversor, eixo e hélice), sistema hidráulico e elétrico e nova pintura.

A balsa vai operar na Travessia Cananéia/Continente, no litoral sul, e tem capacidade para nove veículos, o que representa uma capacidade operacional para transportar até 18 veículos por hora, em cada sentido.

Travessia Cananéia/Continente

Os usuários deste serviço tinham à disposição apenas uma balsa e agora passam a contar com duas embarcações. Além da FB-Cananéia, que passa a reforçar a frota, opera no local a FB-Ribeira, com capacidade para 11 veículos. As duas juntas vão fornecer ao sistema uma capacidade operacional para transporte de até 40 veículos por hora, em cada sentido. Contudo, o principal benefício da chegada de mais um ferryboat é evitar que o serviço fique interrompido em caso de necessidade de retirada da embarcação para eventual manutenção, já que a partir de agora haverá uma balsa reserva.

A distância da Travessia Cananéia/Continente é de 920 metros e por dia são transportados em média 146 pedestres, 182 ciclistas, 74 automóveis e 40 motocicletas.

Programa de Reformas e Manutenções

A FB-Cananéia é a sexta embarcação entregue em 2019 pela nova gestão da DERSA, através do Programa de Reformas e Manutenções. Outras seis embarcações, sendo três balsas e três lanchas, seguem sendo preparadas para integrarem a frota da Empresa, nas oito travessias espalhadas pelo litoral paulista, em breve.

Em janeiro, a DERSA entregou a lancha de passageiros LS-02 para a Travessia São Sebastião/Ilhabela.

Durante o Carnaval, em março deste ano, foram entregues três balsas, sendo uma para a Travessia Santos/Guarujá, uma para a Travessia Cananéia/Ilha Comprida e uma para a Travessia Iguape/Juréia).

Em julho, a Travessia Santos/Guarujá recebeu a sétima embarcação, inteiramente reformada, melhorando o atendimento dos usuários do sistema, que no início do ano só contava com cinco balsas.

Outro destaque são as manutenções, que estão mais eficientes. Isso porque os trabalhos agora ocorrem também em período noturno, impactando o menos possível na operação das balsas durante o dia.

Todo esse esforço tem o objetivo de melhorar a qualidade dos equipamentos e, consequentemente, do atendimento à população. Em paralelo, também já foram iniciados os estudos para a concessão dos serviços à iniciativa privada. A meta é que o sistema de lanchas e balsas comece a ser modernizado já a partir de 2020.

saiba antes via instagram @revistamaissantos