REGIÃO 

Um pinguim da espécie Magalhães foi resgatado na tarde desta quinta-feira (13), pela Guarda Costeira de Praia Grande, na praia do Boqueirão. O animal já havia sido visto por pescadores e banhistas em outras praias da Cidade desde o período da manhã.

A primeira notícia a respeito da ave chegou à base da Guarda pela manhã e dava conta de que estava na praia do Bairro Aviação. Logo o animal sumiu entre as ondas. Poucas horas depois, de acordo com o inspetor da corporação, Delfo Monsalvo, novamente, os guardas foram acionados para tentar resgatar o animal, que dessa vez estaria na areia. Porém, quando a equipe chegou, o pinguim havia voltado para a água e um dos guardas entrou no mar, mas não conseguiu capturá-lo.

Nesses casos, pelo cansaço em tentar atravessar a arrebentação, é muito comum, em algum momento, o pinguim parar na areia, tentando descansar. E foi o que aconteceu. No meio da tarde, o visitante desistiu de tentar atravessar as ondas e descansou na areia da praia do Boqueirão. Ele estava bastante debilitado pelo esforço, magro, pois devia justamente estar tentando se alimentar. Conseguimos resgatá-lo e notamos que havia um ferimento no bico e um no peito, talvez provocados por redes ou até mesmo por se arranhar na areia com a força das ondas.

O inspetor explicou que, após recolher o animal, foi feito contato com o Instituto Biopesca, responsável pela reabilitação e tratamento da ave marítima.

Recomendação – Caso as pessoas vejam ou encontrem algum animal, como pinguins, toninhas ou tartarugas, nas praias da Cidade, o recomendado é que não tentem resgatá-las por conta própria e entrem em contato com a Guarda Costeira pelos telefones 199 ou 153.

Fotos: Divulgação/PMPG

saiba antes via instagram @revistamaissantos