ONLINE 

Por Juliana Moraes
Fotos: Isabella GraçaPara muitos, a música é uma forma de entretenimento. É ideal para se escutar quando está feliz, triste, em qualquer situação. Mas para a estudante de direito Carolina Andrade, é muito mais do que isso.
Com 19 anos, Carolina tem o sonho de ser cantora e sua paixão pela música vem desde pequena. Ela já venceu Show de Talentos na escola em que estudava, participou das preliminares do The Voice Brasil e já até lançou seu próprio single, “Vem de Madrugada”.
A equipe da Revista Mais Santos conversou com a cantora, que revelou projetos para 2019 e contou um pouco da sua trajetória. Confira abaixo a entrevista completa:Quando decidiu que queria ser cantora? Por que? Eu sempre tive a música em mim, então desde pequena quando eu assistia DVD’s, eu já sentia uma super artista, então eu achava que eu era a Ivete Sangalo, acha que eu queria estar cantando com o Luan Santana e por aí vai. Eu subia na mesa de casa e cantava então acho que começou daí, não teve um grande momento em que eu pensei que era a hora de me tornar e querer ser cantora.

Como foi a composição de “Vem de Madrugada”? Qual a inspiração e quanto tempo levou? Foi gravado porque eu estava em um momento difícil da minha vida e eu precisava fazer alguma coisa em relação a minha carreira que me desse um retorno pessoal, não necessariamente de dinheiro, que eu conseguisse canalizar aquela energia para algo bom pra mim naquele sentido. Eu comecei a escrever e pensei numa história, em um casal X que estava separado, mas que a menina queria ver o menino de qualquer jeito até de madrugada, e foi aí que surgiu “Vem de Madrugada”. Demorou algumas horas para eu fazer, porque eu cantarolo a melodia e vou colocando a letra e aí meu professor de violão Leonardo Vilar, foi quem me ajudou a fazer o arranjo da música e pra gravação eu trouxe a Natali Rabelo e o Edimar Jardim que também são nossos amigos pra poder gravar e fazer a música acontecer nos shows.Como foi a experiência de participar das preliminares do programa “The Voice”? O The Voice me trouxe realmente muita experiência, eu aprendi muito ali mesmo que tenha sido um único dia de audição que eu fiz, mas valeu muito a pena porque eu conheci a Morgana Rodrigues e o Gibson, o haitiano que participou e eu fiquei muito amiga dos dois. Com a Morgana eu já vou até lançar uma música no ano que vem. Em relação ao The Voice mesmo, além de me trazer experiência, eu vi que não ter passado foi algo bom pra mim porque eu senti que naquela época eu não estava tão preparada e não sei se hoje eu já estou preparada, mas a gente sempre vai se aprimorando.

Qual estilo musical você mais gosta? Eu gosto muito de tudo, de rock, mpb, pop, mas a minha linha vai paro o pop mais romântico, então quando eu escrevo são musicas bem românticas apesar de eu ser uma pessoa um pouco indelicada (risos), mas a música acaba saindo.Quem é a sua maior inspiração? Eu me inspiro muito nas coisas que a minha família me coloca e os valores, que meio que já vem dentro de mim. De artista eu gosto muito da Ivete Sangalo, Anavitória, Melim, Anitta e Luan Santana. E é isso, eu me inspiro nessas pessoas e vou tentando encontrar um caminho próprio.

Como é conciliar a faculdade de Direito com a vida de cantora e pessoal? É bem difícil porque é muita coisa acontecendo ao mesmo tempo e você tem que ter muito foco. Tem que pensar no estudo da faculdade, do violão e na família. Tem que ir aos poucos, mas é tudo acontecendo ao mesmo tempo, então é muito complicado, mas dá certo. Artista é o tempo todo.

O que você mais gosta de fazer no tempo livre? Eu gosto muito de ir pra praia e ficar com os meus amigos e a minha família, então sempre que eu posso eu estou na praia porque é o meu lugar preferido com certeza porque é o momento que me dá liberdade, que eu também posso estudar as minhas músicas, porque ai eu vou ouvindo elas enquanto eu to andando de bicicleta, então ao mesmo tempo que eu to ali me distraindo, eu também estudo.

Quais são seus planos para o futuro? Em 2019 eu já to com muita que eu vim fazendo durante 2018. Tem músicas autorais, tem algumas músicas eu quero fazer, essa com a Morgana vai ser logo no começo do ano. Tem os shows que eu vou dar uma intensificada, vou tentar cantar mais em bares pra poder pegar essa base, um passo de cada vez. Vou tentar colocar a música na rádio, na internet e fazer o clipe.

Clique aqui e confira entrevistas com outros personagens da região



saiba antes via instagram @revistamaissantos