REGIÃOSANTOS

Santos, a cidade mais populosa da Baixada Santista, até às 11h07 desta terça-feira (12), registrou menos de 10 mil pessoas que fizeram as declarações do Imposto de Renda anual de 2019, segundo o balanço parcial da Receita Federal.

No município santista foram feitas 7.192 declarações, sendo que a Cidade, em 2018, registrou 156.623 e a previsão para este ano é de 163.205.

O prazo para declarar começou no último dia 7 de março e, de acordo o órgão, houve 582.513 declarações em todo o Estado de São Paulo.

O período de declaração do Imposto de Renda começou no último dia 7 de março. O público poderá preencher as informações à Receita Federal até o dia 30 de abril e o programa para fazer o preenchimento das informações pessoais atualização pelo computador ou no aplicativo do celular já estão disponíveis desde do dia 25 de fevereiro.

Mudanças – A Receita Federal anunciou algumas mudanças para a declaração anual Imposto de Renda 2019. Entre as principais alterações estão a inclusão do CPF de todos os dependentes e a obrigatoriedade de preenchimento nos campos em que antes eram opcionais.

Confira as principais mudanças e entenda melhor

Neste ano, todos os filhos de qualquer idade (incluindo recém-nascido) deverão ter seus CPFs discriminados na declaração. Até no ano anterior, não era obrigatório para menores de 8 anos.

As informações estão diferentes para bens e imóveis. No preenchimento serão exigidos documentos comprobatório da compra e venda de bens – caso tenha ocorrido – em 2018.

Para imóveis: data de aquisição, área do imóvel, inscrição municipal (IPTU), número da matrícula e nome do Cartório de Imóveis, onde foi registrado o bem.

Para veículos, aeronave e embarcação: será exigido o número do Renavam e/ou registro no correspondente órgão fiscalizador.

Quem entregar a declaração com atraso, pagará multa de 1% (um por cento) sobre o imposto devido ao mês, que terá valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% (vinte por cento). Empresas, bancos e corretoras têm até a próxima quinta-feira, dia 28 de fevereiro, para enviar aos contribuintes os informes dos rendimentos  referentes a 2018.

Foto: Reprodução na internet

saiba antes via instagram @revistamaissantos