COTIDIANOREGIÃO 

As aulas na Escola Estadual Jardim Vicente de Carvalho foram suspensas na manhã desta segunda-feira (17) pela Defesa Civil de Bertioga após a diretoria relatar ouvir estalos em uma parede com rachaduras. A escola foi interditada após a vistoria dos agentes da Defesa Civil, juntamente com o Corpo de Bombeiros.

De acordo com o diretor da Defesa Civil de Bertioga, José Carlos de Souza, o “Cambito”, o prédio foi interditado por motivo de segurança. “Assim que observamos a situação da escola, entramos em contato com os técnicos da Prefeitura, que vão estudar a situação para garantir a segurança dos alunos e funcionários. Escrevemos o Auto de Interdição e a escola deve permanecer fechada até a vistoria da FDE (Fundação para Desenvolvimento da Educação)”, afirma.

Conforme explicou o engenheiro civil da secretaria de Obras e Habitação e servidor público, José Ricardo Novaes, é necessário pesquisar quais os motivos ocasionaram as rachaduras. “Há necessidade de realizar ensaios técnicos para entender o que de fato aconteceu na escola. Temos que ter cuidado para analisar o que causou a trinca. Todas as decisões vão ser seguidas para garantir a segurança das pessoas”, esclareceu.

O prefeito do Município também foi verificar a situação da unidade de ensino e entrou em contato com a Secretaria Estadual de Educação para que seja feita uma reforma emergencial no local. Ficou agendada visita dos técnicos da FDE.

Segundo o secretário municipal de educação, Rubens Mandetta, o Município está prestando toda assistência necessária para que os alunos não fiquem sem aula. “Estamos pesquisando um local para que as aulas sejam dadas durante o tempo de reforma, pois os alunos precisam estudar”, diz

saiba antes via instagram @revistamaissantos