1.0 // SANTOS1.4 // SAÚDE

Como diminuir o risco de hipertensão arterial

Por Alexandre Volpe e Priscilla Freitas

O exercício físico provoca uma série de respostas fisiológicas, resultantes de adaptações autonômicas e hemodinâmicas que vão influenciar o sistema cardiovascular. Diversos estudos demonstraram o seu efeito benéfico sobre a hipertensão arterial (pressão alta), problema que afeta cerca de 30% da população brasileira e contribui para elevação dos riscos para doenças cardiovasculares.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia recomenda que os indivíduos hipertensos iniciem programas de exercício físico regular, desde que submetidos à avaliação clínica prévia. Os exercícios devem ser de intensidade moderada, de três a seis vezes por semana, em sessões de 30 a 60 minutos de duração

A prática do exercício físico também ajuda a prevenir a hipertensão e outras doenças como diabetes, cânceres e síndrome metabólica. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), adultos entre 18 e 64 anos deveriam fazer ao menos 150 minutos de atividade física moderada ou, pelo menos, 75 minutos de atividade física de maior intensidade por semana.

Dicas do Ministério da Saúde para começar a prática de atividade física:

-Atividades que não exijam alto preparo físico são boas para começar

-Exercitar-se perto de casa ajuda na manutenção do hábito

-Escolher um local adequado para exercita-se, como parques e praças

– Caminhada, corrida, ciclismo, natação, entre outros, são ótimas opções de atividades aeróbicas que ajudam a baixar a pressão arterial — desde que realizadas em intensidade moderada.

Alexandre Volpe e Priscilla Freitas são estudantes de medicina e fundadores da Liga de Medicina Legal da Unimes

Fontes: Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde

Para conferir outros posts da coluna Mais Saúde, clique aqui.

saiba antes via instagram @revistamaissantos