SANTOS 

O Ecopeixe que estava na praia do Boqueirão foi retirado na manhã desta sexta-feira (14) para manutenção. Nesses 132 dias, uma tonelada de plásticos, 15 quilos de vidro e cinco quilos de papel e papelão foram depositados na lixeira de quatro  metros de comprimento por três metros de altura, no formato de peixe.

A retirada, temporária, já estava programada. O equipamento havia sido instalado em 1º de fevereiro último pela Prefeitura como parte de uma campanha de conscientização sobre a destinação correta de resíduos recicláveis. Em cerca de 30 dias os cooperados da ONG Sem Fronteira, instituição que recolhe e separa os resíduos, farão os reparos e manutenção no equipamento.

O Ecopeixe (nome escolhido em votação popular) integra as ações de educação ambiental da Secretaria de Meio Ambiente com a finalidade de chamar a atenção para as consequências do descarte incorreto de resíduos, principalmente no ambiente marinho. Uma placa interna informa que mais de 50% das tartarugas tratadas no Aquário ingeriram plástico.

Além do Ecopeixe, a escultura em metal de um tubarão-baleia, com 15 metros de comprimento, também recebe recicláveis. Instalada na faixa de areia em frente à Concha Acústica, a obra do artista plástico Siron Franco marcou o lançamento do Plano Nacional de Combate ao Lixo no Mar, do Ministério do Meio Ambiente, em 22 de março.

Fotos: Divulgação/PMS

saiba antes via instagram @revistamaissantos