3.7 // LITERATURACULTURA

Gibiteca recebe lançamento de graphic novel

Foto: Arquivo

Com produção realizada pelo pessoal da Santos Comic Expo, a Gibiteca Marcel Rodrigues Paes (Posto 5, orla do Boqueirão) recebe o lançamento da graphic novel Púrpura, publicação da Sesi-Editora. O evento, que ocorre no sábado (20) às 16h, tem presença dos autores Pedro Cirne e Mário César que, sob a mediação de Karine dos Santos, ainda batem papo com o público. A entrada é gratuita.

A história de Púrpura começou com uma sentença de morte dada em 1952, no interior de Angola, quando a avó do escritor Pedro Cirne contraiu a doença púrpura. Disseram a ela que não tinha cura, mas tinha.

Ela viveu por mais de seis décadas e morou em Portugal e no Brasil, contando muitas histórias, ressaltando a de que “uma condenada à morte pode ainda viver por muito, muito tempo”.

A partir dessa ideia e da vontade do autor em conhecer outros países de língua portuguesa nasce o livro de oito histórias, cada uma ambientada em um país e que traz uma nova e pungente acepção à palavra púrpura.

Autores

Jornalista e escritor, Pedro Cirne trabalha no portal UOL desde 2000. Estreou como roteirista de graphic novel com Púrpura, em dezembro de 2016. No final deste ano lança, pela Editora do Sesi-SP, o romance Venha me ver enquanto estou viva.

Já Mário César é autor e editor de histórias em quadrinhos, além de chargista do UOL Notícias e também ilustrador e designer gráfico freelancer. Criador da EntreQuadros, uma série intimista sobre essa coisa complicada chamada vida. O autor foi indicado às categorias Novo Talento – Roteirista e Novo Talento – Desenhista, no Troféu HQ Mix 2011.

Também é coeditor e um dos desenhistas dos álbuns Pequenos Heróis (vencedor do Troféu HQ Mix 2010 de Publicação Infantojuvenil) e Futuros Heróis. Já foi editor e colaborador da Front, uma renomada antologia de quadrinhos nacionais. Também foi chargista do jornal Jornalistas & Cia.

A mediadora Karine Teresa dos Santos Silva é doutoranda em Letras e membro do grupo de pesquisa sobre Estudos Lusófonos Cultura e Identidade Linguística na Lusofonia (CILL) da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestra em Letras pela mesma Universidade. Especialização em ensino aprendizagem da Língua Portuguesa e Literatura e Graduação em Letras pela Universidade Nove de Julho.

 Docente de língua portuguesa para o ensino médio do Colégio Ser em Taboão da Serra; Docente dos cursos de Graduação e Pós – Graduação da Faculdade Capital Federal Fecaf. Seu projeto de pesquisa se sustenta na propagação da Lusofonia através de cursos de graduação de formação de professores (como Letras, Pedagogia e História), a partir da análise de Púrpura para a construção de uma ideia de Lusofonia, considerando os aspectos linguísticos e culturais nela recorrentes.

saiba antes via instagram @revistamaissantos