1.4 // SAÚDESANTOS 

Pela primeira vez, Santos está fora do ranking dos 100 municípios com maiores índices de HIV com mais de 100 mil habitantes, segundo o índice que leva em conta indicadores como as taxas de detecção e mortalidade. É o que indica o Boletim Epidemiológico HIV/Aids (https://www.hiv.gov/) divulgado nesta semana pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

No documento do ano passado (2017), válido para o período 2012 a 2016, Santos figurava na 63ª posição com o índice 5,354 – a cidade em 1º lugar foi Porto Alegre (RS) com 7,039. Quanto menor o índice, melhor a cidade é classificada na comparação com os outros municípios brasileiros.

Em 2018, no ranking do período 2013 a 2017, Santos obteve o índice 5,126 e ficou fora da lista das 100 cidades que integram o boletim. Após consulta ao Ministério da Saúde, a informação recebida é que o Município ocupa agora a 103ª posição – o primeiro do ranking atualmente é Rio Grande (RS) com o índice 7,135.

Entre os indicadores que contribuíram para a melhora da Cidade no panorama nacional está a maior taxa de detecção de Aids na população em geral, que passou de 28,5 para cada 100 mil habitantes no boletim de 2017 para 28,8 por 100 mil/hab no boletim de 2018.

saiba antes via instagram @revistamaissantos