POLÍCIAREGIÃO 

Por Isabel Franson
O delegado Ciro Tadeu Moraes tomou posse da Delegacia da Polícia Federal de Santos na tarde desta terça-feira (7), em cerimônia realizada no Teatro Coliseu.
Moraes sucede o delegado Gilberto Antônio de Castro Jr., que assume a delegacia da PF em São Sebastião, compreendendo a área do Litoral Norte do Estado.
De acordo com o novo delegado, que já atuava há 10 anos em Santos, a prioridade é continuar em cima do crime organizado, principalmente o narcotráfico que, somente neste primeiro trimestre de 2019, já rendeu apreensões de mais de 10 toneladas de cocaína. “As apreensões de droga no Porto se fortaleceram em 2016. Em 2017, algo por volta de 10, 12 toneladas… Em 2018, mais de 23 toneladas. Esse é o trabalho, né? A gente vai aprendendo e apreendendo mais. É um trabalho não só da Polícia, mas de vários órgãos que atuam em conjunto”.
Moraes acredita que o fato de ser um dos maiores do mundo e as diversas rotas para a Europa são alguns dos motivos pelos quais o Porto de Santos é bastante visado pelo crime organizado. O delegado afirma, no entanto, que apreensões semelhantes às da Cidade também passaram a acontecer em outros portos do País. “Então é cedo pra afirmar se o Porto de Santos é o mais escolhido para as saídas do tráfico ou simplesmente se os métodos de investigação por aqui estão se aprimorando, por isso detectamos mais”.
Para controlar mais ativamente o fluxo de drogas em Santos, o delegado acredita na parceria com ações policiais em outros estados brasileiros. “Toda a cocaína que sai pelo nosso Porto teve origem e produção em países como Colômbia, Bolívia e Peru e, em seguida, entrou por nossas fronteiras. Então é um trabalho muito conjunto”.
Quanto à função que assume agora, Moraes afirma que não tem intenção deixar o trabalho de campo. “Não é tão fácil se adaptar a esta posição mais burocrática, mas eu pretendo não deixar de ser um delegado operacional porque, na verdade, é isso que me dá prazer. Entrei na Polícia para isso”.

Foto: Isabella Graça

saiba antes via instagram @revistamaissantos