1.4 // SAÚDESANTOS

Nesta terça-feira (15), um lote extra com cerca de 1000 doses da vacina contra a febre amarela foram repassadas novamente para Santos. A vacinação estava suspensa na cidade, desde a última semana, devido às descargas elétricas que deixaram cidades da Baixada Santista sem energia.

A Secretaria de Saúde do Estado divulgou um levantamento feito até o dia 3 de dezembro em que registrou cinco casos de febre amarela na Baixada Santista sendo que em três deles os pacientes vieram a óbito. Os dados também trouxeram a confirmação da doença em 259 macacos, sendo dois no Vale do Ribeira (Juquiá e Pedro de Toledo) e dois na Baixada (Itanhaém e Peruíbe). No hospital regional de Pariquera-Açu um caso já foi confirmado da doença. A mulher internada, de 34 anos, mora no bairro Itapeúna, em Eldorado. Outras cinco pessoas estão internadas na unidade com suspeita da doença.

As cargas com as vacinas, enviadas pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), do governo do Estado de São Paulo, reabasteceram as unidades de saúde da Aparecida (Av. Pedro Lessa. 1.728), José Menino/Pompeia (Av. Floriano Peixoto, 201), Embaré (Praça Coronel Fernando Prestes s/n°) e Conselheiro Nébias (Av. Conselheiro Nébias, 514), as unidades do Morro Nova Cintra (Rua José Ozéas Barbosa s/n°), Rádio Clube (Av. Hugo Maia s/nº), Castelo (Rua Francisco de Barros Melo, 184) e São Manoel (Praça Nicolau Geraigire s/n°).

Nos últimos dois anos, mais de 15 milhões de pessoas foram vacinadas contra a febre amarela no Estado. O número é duas vezes maior que o vacinação da década anterior, com 7 milhões de pessoas imunizadas entre 2006 e 2016. O Estado divulgou um alerta para quem mora ou pretende visitar o Vale do Ribeira para que tomem a vacina.

saiba antes via instagram @revistamaissantos