PUBLICIDADE

1.0 - SANTOS

Projeto realizado em escolas Santos é apresentado na USP

Da redação

O projeto Mem√≥rias em Rede, desenvolvido nas escolas municipais M√°rio de Almeida Alc√Ęntara e Avelino da Paz Vieira, em Santos, foi apresentado na Universidade de S√£o Paulo (USP). A ideia foi discutida no 1¬į Congresso de Ensino em Comunica√ß√Ķes, Informa√ß√£o e Artes – Processos Criativos e Forma√ß√£o para Cidadania, realizado desde quarta-feira at√© esta sexta (16 a 18), na Escola de Comunica√ß√Ķes e Artes da Universidade de S√£o Paulo (ECA-USP).

Com o objetivo de revelar histórias afetivas do cidadão comum com a Cidade, a iniciativa contempla cerca de 30 estudantes do ensino fundamental II de ambas as unidades de ensino que, na função de repórteres, são protagonistas em busca dessas memórias.

A apresenta√ß√£o ocorreu na mesa ‘Experi√™ncias Educomunicativas’, reunindo trabalhos de v√°rias regi√Ķes do Pa√≠s como Rio Grande do Sul, Paran√° e S√£o Paulo (Vale do Ribeira, S√£o Jos√© dos Campos e S√£o Paulo, al√©m de Santos). “O Mem√≥rias √© apoiado nos recursos da tecnologia e da comunica√ß√£o, em especial o jornalismo. No processo, os jovens j√° fizeram entrevistas nas escolas e com familiares, e o pr√≥ximo passo s√£o os moradores”, disse a educomunicadora Ivone Rocha, que explanou sobre o projeto realizado pelo Instituto Devir Educom, com apoio da Associa√ß√£o de Pais e Mestres (APM) das unidades.

História não-oficial

At√© agora, os estudantes participaram de oficinas de mem√≥ria social, jornalismo, fotografia, m√≠dias sociais e edi√ß√£o de v√≠deos, entre outras, que resultar√£o em um document√°rio constru√≠do de forma coletiva. Conduzido pelos princ√≠pios da Educomunica√ß√£o, pretende revelar a hist√≥ria n√£o-oficial dos lugares de Santos como ruas, pra√ßas, esquinas e edifica√ß√Ķes que tenham valor afetivo ao morador, significando e ressignificando o espa√ßo p√ļblico.

Ao ‘brincarem’ de ser jornalistas, editores, produtores ou t√©cnicos, os estudantes exercitam a cidadania, resgatam a autoestima e desenvolvem o sentido de pertencimento por onde vivem. A iniciativa tem apoio da Associa√ß√£o de Pesquisadores e Profissionais em Educomunica√ß√£o (ABPEducom).