PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Bispo, Dom Tarcísio Scaramussa explica o verdadeiro sentido da Páscoa

Libertação do povo Judeu do Egito (símbolo da Páscoa)

A P√°scoa representa para o cristianismo a celebra√ß√£o da ressurrei√ß√£o de Jesus Cristo. Essa √© a principal comemora√ß√£o do ano lit√ļrgico crist√£o, al√©m de ser tamb√©m a mais antiga e importante festa para esse povo.

O domingo da P√°scoa √© o √°pice da Paix√£o de Cristo, sendo precedida pela Quaresma: um per√≠odo de quarenta dias de jejum, ora√ß√Ķes e penit√™ncias.

Em entrevista exclusiva para o portal de not√≠cias MAIS SANTOS, o Dom Tarc√≠sio Scaramussa, 6¬į bispo da Diocese de Santos, ressaltou que esse dia √© uma forma de nos lembrarmos da coragem e entrega do Filho de Deus pela humanidade.

O bispo, Dom Tarcísio, celebrando a missa na Catedral de Santos

‚ÄúEssa data √© a celebra√ß√£o da vida. Jesus Cristo ressuscitou e voltou √† vida. Essa √© a liberta√ß√£o que Cristo nos trouxe. A P√°scoa dos Judeus era uma grande festa que lembrava, justamente, a liberta√ß√£o daquele povo da escravid√£o do Egito‚ÄĚ, esclareceu.

Dom Tarc√≠sio explicou que o sacrif√≠cio do Filho de Deus representa para os crist√£os a liberta√ß√£o do pecado e da morte eterna em Cristo Jesus. ‚ÄúO Senhor, por conta dessa atitude, trouxe-nos √† oportunidade de termos uma nova vida‚ÄĚ.

‚ÄúA P√°scoa √© uma oportunidade que temos de ofertar √†s pessoas o convite para essa novidade. Apresentar a sociedade a mensagem que traz transforma√ß√£o, renova√ß√£o e supera√ß√£o dos conflitos. Al√©m disso, falar da import√Ęncia de servirmos uns aos outros, viver a fraternidade de Cristo que deu a sua vida. Tudo muito diferente do que vivemos,¬† como exemplo: a viol√™ncia, agress√£o e gan√Ęncia dos tempos atuais‚ÄĚ, pontou.

O líder católico ressaltou que, em momento de tantos desencontros e maior tensão vividos ultimamente, a força da Páscoa vem, justamente, para convocar a todos reconstruir o que foi destruído.

‚ÄúEssa foi exatamente a miss√£o do Messias, juntar o que foi despeda√ßado por causa do pecado. Ele vei para refazer a uni√£o e nos ensinar sobre o verdadeiro amor‚ÄĚ.

Com o passar do tempo, a Tradição continua?

Dom Tarc√≠sio Scaramussa afirmou que a Tradi√ß√£o, que √© a f√© transmitida pelo os ap√≥stolos, tem se mantido na Igreja Cat√≥lica. ‚ÄúAgora, naturalmente h√° muita religiosidade popular, por conta d√°s diversas culturas, al√©m das v√°rias express√Ķes que acabam se tornando tradicionais. Por exemplo, esse per√≠odo era conhecido como Semana Santa, agora √© chamado de feriado prolongado da P√°scoa‚ÄĚ.

Contudo, o bispo, explicou que isso não significa quebrar uma tradição. Nesse ponto é que a Igreja Católica se aprofunda para ensinar a vivência do mistério da Fé.

‚ÄúPor isso, a nossa fun√ß√£o √© esclarecer que n√£o h√° problema em trocar nomenclatura, o prop√≥sito √© que a sociedade n√£o perca a esperan√ßa e a f√© em Jesus Cristo‚ÄĚ, finalizou.

Dom Tarcísio Scaramussa deixou uma mensagem de Páscoa para todos