PUBLICIDADE

Santos / Cotidiano

Sem banhistas, praias de Santos estão sujas e com areia acumulada

 - REVISTA MAIS SANTOS

Por Alexandre Piqui

O portal MAIS SANTOS recebeu fotos registradas no domingo (17) que mostram a falta de manutenção por  - REVISTA MAIS SANTOSparte da Prefeitura na faixa de areia da orla santista. Na Praia do Embaré, na altura do Canal 4, tem lixo, calçada quebrada, coqueiros danificados, areia acumulada no calçadão e no jardim.

Desde 20 de março, a circulação de banhistas nas areias de Santos está proibida por conta de decreto municipal. A medida visa coibir a concentração de pessoas devido à pandemia do coronavírus. Por isso, a reportagem entrou em contato com a administração municipal para questionar esses problemas já que não há um número expressivo de pessoas frequentando o local.

Em nota, a Secretaria de Serviços Públicos de Santos informou “que a limpeza na faixa de areia havia sido reduzida em função da sua não utilização, consequência da necessidade de impedir aglomerações por causa do Covid-19”.

 - REVISTA MAIS SANTOSAinda culpou as ressacas pela quantidade de detritos e resíduos que surgiram na praia. No entanto, a Prefeitura disse que retornou a limpeza diária e que boa parte desse trabalho é feito manualmente.

“São necessários vários dias de trabalhos manuais para reestabelecer a condição sanitária anterior. Também, como efeitos observados após a ressaca, foram à erosão intensa da faixa de areia emersa, solapamento de parte do passeio público e desplantio das palmeiras na orla”, diz o texto.

Sobre a areia acumulada, “a prefeitura alega que realimenta os trechos erodidos, por isso os montes de areia e que transplantou 18 palmeiras para outros trechos da orla. Além disso, recobrirá as raízes das remanescentes, como também já iniciou o reparo do passeio público danificado e está remanejando todo o mobiliário na faixa de areia afetado, processo que é muito mais lento que a ação de uma ressaca”.

Fotos: Mais Santos