PUBLICIDADE

Santos / Polícia

Bicicleta que fazia pai lembrar de filho assassinado é furtada em Santos

Da Redação

Paulo Oshiro, coordenador do Projeto Luann Vive fez um desabafo nas redes sociais. A bicicleta que o fazia lembrar do filho Luann Oshiro, assassinado em 2015 durante um assalto em Santos, foi furtada. Ela estava guardada na garagem do prédio onde a família mora na Rua Aureliano Coutinho, no bairro Aparecida.

Desde a morte do filho, o projeto social faz campanha para as pessoas n√£o comprarem objetos furtados ou roubados. Tamb√©m houve uma onda de boas a√ß√Ķes em v√°rios cantos da Cidade para transformar a sociedade em um ambiente melhor. Todos os trabalhos s√£o compartilhados atrav√©s da p√°gina no Facebook ‚ÄúLuann Vive‚ÄĚ.

Por√©m nesta quarta-feira (13), Paulo escreveu um texto de desabafo. Nos dizeres explicava que nunca teve apegos a bens materiais, mas sempre teve quest√£o de cuidar de dois objetos usados pelo filho; a bicicleta e o notebook. ‚ÄúO primeiro uso diariamente no trabalho, acredito que muita inspira√ß√£o vem dele, a segunda era minha parceira nas pedaladas nos dias ruins e nos mais legais tamb√©m‚ÄĚ, relatou.

Ele acrescenta: ‚ÄúN√£o era apenas pedalar, era me conectar e sentir a liberdade que o Luann sentia quando voava pela cidade. A mantive do jeitinho que ele deixou, sempre lubrificando e cuidando; claro que enchi de adesivos do Projeto Luann Vive‚ÄĚ.

Quando percebeu o furto na manh√£ de hoje e disse. ‚ÄúMinhas pedaladas nunca mais ser√£o t√£o legais como eram.¬† Sabe quando voc√™ se sente impotente e muito triste por terem te tirado algo importante? √Č assim que me sinto hoje‚ÄĚ

Ele faz um apelo para que devolvam a bicicleta, uma Caloi C100 que est√° na foto da mat√©ria. Quem tiver informa√ß√Ķes, basta entrar em contato com o Paulo Oshiro pelo Facebook.

 - REVISTA MAIS SANTOS

Paulo Oshiro e o filho mais novo, irm√£o do Luann Oshiro.

Foto: Reprodução