PUBLICIDADE

Santos / Polícia

Justiça dá prazo para Estado se posicionar sobre reforma do Palácio da Polícia de Santos

 - REVISTA MAIS SANTOS

Da Redação

O Juiz da 1¬™ Vara da Fazenda deu cinco dias para a Secretaria de Seguran√ßa P√ļblica estadual se posicionar sobre quais medidas j√° tomou para o cumprimento da liminar de interdi√ß√£o do Pal√°cio da Pol√≠cia em Santos. Den√ļncias do Sindicato dos Funcion√°rios da Policia Civil de Santos e Regi√£o, apontam uma s√©rie de problemas estruturais na edifica√ß√£o.

‚Äú√Č uma luta que vem desde 2015, quando entramos com a primeira a√ß√£o e ainda teve uma a√ß√£o complementar no ano passado que deu origem a liminar de interdi√ß√£o do Pal√°cio e que vem sendo discutida‚ÄĚ, diz o presidente do Sinpolsan, Marcio Pino.

Relat√≥rios elaborados por engenheiros mostram problemas em v√°rios pontos do pr√©dio. ‚ÄúInfelizmente, o Estado vem empurrando com a barriga, n√£o dando nenhuma solu√ß√£o ou, ao menos, tentando mostrar empenho para solucionar o problema. Agora, aguardamos o pronunciamento da Fazenda. Embora, n√≥s que trabalhamos sabemos que n√£o mudou nada. As condi√ß√Ķes est√£o piores por causa do tempo‚ÄĚ, explica o sindicalista.

Outro problema

O sindicato também entrou com outra ação onde a juíza da 3ª Vara deu 15 dias para o diretor do Deinter-6, Manoel Gatto, apresentar uma lista nominal e atualizada de todos os policiais civis que receberam a entrega individualizada do colete balístico, com a especificação da data de validade de cada um.

Esta √© outra den√ļncia feita pelo Sinpolsan, pois foram descobertos coletes √† prova de balas vencidos e sendo utilizado pelos policiais. ‚ÄúAntes de toda a a√ß√£o tentamos o di√°logo, por√©m n√£o houve sinaliza√ß√£o do Governo. Sendo assim, fizemos manifesta√ß√£o que foi noticiada por in√ļmeros ve√≠culos de comunica√ß√£o. Como mesmo assim n√£o tivemos nenhuma abertura para conversa, entramos com a a√ß√£o judicial‚ÄĚ.

‚ÄúA principal luta em ambas as a√ß√Ķes √© pela melhora na condi√ß√£o de trabalho e aumentar a seguran√ßa aos policiais‚ÄĚ, finaliza Pino.

Foto: Reprodução