PUBLICIDADE

Santos / Porto

Rela√ß√Ķes entre Brasil e China podem ampliar com√©rcio de frutas

A Maersk avalia que as negocia√ß√Ķes comerciais entre Brasil e China aumentaram a expectativa de crescimento do setor de frutas, tanto na exporta√ß√£o quanto na importa√ß√£o. O gerente de produtos da Maersk para a costa leste da Am√©rica do Sul, Matias Concha, explicou que o Nordeste deve ser a regi√£o mais beneficiada caso o pa√≠s passe a exportar frutas como o mel√£o, que √© produzido em estados como Cear√° e Rio Grande do Norte. A empresa tamb√©m enxerga potencial para importa√ß√£o de p√™ras do pa√≠s asi√°tico.

Ap√≥s reuni√Ķes entre os presidentes Jair Bolsonaro e Xi Jinping em Pequim, em outubro, e a c√ļpula dos BRICS em Bras√≠lia, no in√≠cio de novembro em Bras√≠lia, a avalia√ß√£o √© que o governo se concentrou em aumentar o com√©rcio com o pa√≠s asi√°tico.¬†O Brasil assinou nove protocolos com o governo chin√™s, incluindo um de frutas, envolvendo importa√ß√£o de p√™ra para o Brasil e exporta√ß√£o de mel√£o para a China.

A Maersk identifica que, h√° muito tempo, os produtores da regi√£o tentam aumentar as exporta√ß√Ķes para a China, por√©m √© um com√©rcio muito disputado, pois o pa√≠s mais populoso do mundo geralmente compra frutas dos pa√≠ses vizinhos da regi√£o √Āsia-Pac√≠fico.¬†“Damos boas-vindas a passos como este em dire√ß√£o a maiores acordos comerciais entre o Brasil e a China, incluindo o fortalecimento e a diversifica√ß√£o da coopera√ß√£o”, disse o diretor comercial da Maersk para a costa leste da Am√©rica do Sul, Gustavo Paschoa.

As importa√ß√Ķes da √Āsia cresceram 16% no terceiro trimestre frente ao mesmo per√≠odo de 2018 e 15% em rela√ß√£o ao segundo trimestre. No entanto, os bens de consumo do Oriente M√©dio e da √Āfrica ca√≠ram 9% e 13%, respectivamente. Segundo relat√≥rio trimestral da Maersk, os volumes asi√°ticos s√£o impulsionados por produtos e aparelhos eletr√īnicos da China, enquanto as importa√ß√Ķes europeias s√£o principalmente fertilizantes e cer√Ęmica para o Brasil.

 

 

Fonte: Portos e Navios

Foto: Divulgação