Sem categoria

Caixa Econômica Federal aprova novo estatuto bancário após casos com corrupção

A Caixa Econômica Federal aprovou nesta sexta-feira em assembleia-geral o novo estatuto do banco adequado à Lei das Estatais, incumbindo o conselho de administração do banco de eleger e destituir vice-presidentes e exigindo que 25 por cento do colegiado seja composto de membros independentes.

Anteriormente, os vice-presidentes do banco eram nomeados pelo presidente da República, por indicação do ministro da Fazenda, e o conselho não tinha membros independentes, segundo comunicado da Caixa.

O novo estatuto ainda prevê a realização de assembleia-geral para eleger e destituir membros dos conselhos de administração e fiscal, bem como o estabelecimento de prazo unificado de gestão para seus integrantes.

Corrupção

O novo estatuto foi aprovado depois do afastamento pelo presidente Michel Temer de quatro dos 12 vice-presidentes do banco. Os dirigentes afastados são suspeitos de envolvimento em práticas de corrupção investigadas pela  Polícia Federal na Operação Greenfield. Os que não foram afastados passarão por avaliação técnica, informou  o Ministério da Fazenda.

Em nota, a Caixa afirma que o novo estatuto começou a ser elaborado em 2016, após a aprovação da Lei das Estatais, e que o processo de mudança contou com a participação dos ministérios da Fazenda e do Planejamento. O estatuto deverá ainda ser aprovado pelo Banco Central e só entrará em vigor depois de publicação.

(com informações da Agência Brasil)

Fonte: Terra

saiba antes via instagram @revistamaissantos