Variedades 

Colocar silicone nos seios é o desejo de muitas mulheres de diferentes faixas etárias. De acordo com os últimos dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esse tipo de procedimento é mais procurado pelas mulheres. Em 2018, cerca de 18,8% das intervenções cirúrgicas foram para colocar seios, na frente da lipoaspiração (16,1%) e abdominoplastia (15,9%).

 

Apesar da preferência, diversos mitos rondam o universo dos implantes de silicone. Para esclarecer as incertezas, o cirurgião plástico Dr. Marco Cassol responde sobre o procedimento.

 

– É necessário parar com as atividades físicas após a cirurgia?

Mito. É verdade que o retorno deve ser gradual, mas a mulher não precisa parar de praticar exercícios físicos.

 

– Tenho silicone. É verdade que não posso praticar atividades físicas ou esportes radicais?

Mito. O uso de próteses não impede a prática de exercícios físicos, mas deve-se tomar cuidados redobrados na prática de esportes radicais, principalmente os que promovem alto impacto na região do tórax.

 

– Próteses de silicone aumentam as chances de ter câncer de mama?

Mito. Todas as mulheres, independente de terem ou não o silicone, devem fazer o autoexame e a mamografia a partir dos 35 anos.

 

– A prótese pode atrapalhar a amamentação?

Mito. O implante de silicone é colocado abaixo das glândulas mamárias ou do músculo. A única recomendação é que a mulher aguarde pelo menos três meses depois da cirurgia para amamentar.

 

 

saiba antes via instagram @revistamaissantos