PUBLICIDADE

- INVIS√ćVEL

Aids felina, você já ouviu falar?

Grande parte das pessoas n√£o sabe, mas a aids felina √© muito mais comum do que imaginamos. ‚Äė‚ÄôAidsfelina‚Äô‚Äô √© apenas uma forma de denominar a doen√ßa VIF (v√≠rus imunodefici√™ncia felina), que √© muito semelhante a HIV nos humanos.
A transmissão desse vírus pode ser feita através do sangue (no caso de mordidas) e a saliva, por conta disso, os gatos de vida livre acabam estando mais suscetíveis a infecção. Mas durante a prenhez e a amamentação, os filhotes têm chances de serem infectados.
Os animais com VIF podem apresentar febre, anorexia, perda de peso, altera√ß√Ķes oculares, neurol√≥gicas e gastrointestinais. Segundo a veterin√°ria Natalia de Paula, ‚Äė‚Äô Os sinais cl√≠nicos s√£o inespec√≠ficos e muitas vezes podem n√£o ser a primeira suspeita diagnosticada do veterin√°rio. ‚Äô‚Äô

vermifugo-gato
Os animais positivos para a doença não necessariamente encontram-se doentes, ou seja, o mesmo pode ter o vírus e não apresentar nenhum sinal clínico. Estes requerem apenas um acompanhamento do estado geral. Já os felinos que apresentam sintomas, o tratamento irá ser direcionado a melhorar os sintomas apresentados, que muitas vezes estão associados a infecção bacteriana.
Como forma de preven√ß√£o, a veterin√°ria indica que sempre fa√ßa exames para verificar se seu pet est√° saud√°vel e prevenir que seu gato brigue com outros gato, tamb√©m √© uma dica muito importante.‚Äė‚ÄôA limpeza de bandejas e vasilhas de √°gua e alimentos com √°gua quente e detergente ajuda a inativar o v√≠rus que entrou em contato com os elementos‚Äô‚Äô, aconselha Natalia.
A castração, tanto em machos, quanto em fêmeas acaba sendo um método efetivo para a prevenção da transmissão do VIF, assim, os machos castrados não são estimulados a saírem em busca de fêmeas e acabam brigando muito menos com os outros, e as fêmeas, acabam evitando a transmissão do vírus aos filhotes e também não atraem os machos, pois não entram mais no cio.