PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Co-piloto fez pesquisa na Internet sobre suicídio

Segundo informações de autoridades alemãs, num computador apreendido na casa do co-piloto da Germanwings, Andreas Lubitz, indicaram que ele havia feito pesquisas na Internet sobre métodos de suicídio e sobre como funcionava a segurança em cabines de comando de aviões. As informações são da Reuters.

Lubitz fez buscas por médicos, se consultando com pelo menos cinco deles, de acordo com uma fonte próxima às investigações em entrevista à rede de TV CNN. Conforme já havia relatado a namorada com quem ele rompeu semanas antes da tragédia, o co-piloto estava com medo de ter sua licença para voar revogada e procurando ajuda médica.

Lubitz, de 28 anos, era o co-piloto do vôo da Germanwings que ia de Barcelona a Dusseldorf e que se chocou com os Alpes franceses. Ele teria causado o acidente propositalmente para se suicidar e acabou causando a morte de outras 149 pessoas entre passageiros e tripulantes.