PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Dia internacional da Dança

Hoje, 29 de abril, é o Dia Internacional da Dança. E não há nada melhor para comemorar a data do que dançar.

Os estilos mais escolhidos que dá para deixar a cinturinha fina: balé clássico, aero dance, zumba, street dance, flamenco e jazz. Além de apresentar os benefícios que cada um traz para seu bem-estar, foi feito um ranking para você saber qual é o ritmo que mais detona as gordurinhas. O cálculo é baseado em 1 hora de aula feita por uma pessoa pesando 60 kg.

Flamenco: 350 a 500 calorias
O flamenco é uma dança ideal para quem procura melhorar a postura, ou seja, quem busca elegância. Pode ser feito a partir dos 13 anos. Na primeira aula, “amplia a sensibilidade rítmica e ajuda na capacidade de memorização”, diz Alvarenga. Ideal para pessoas que querem se exercitar sem suar muito, não conseguem saltar e tem pavor de rolar pelo chão.

Balé clássico: 400 a 600 calorias
Para quem tem o objetivo de unir delicadeza e força, a dica é o balé clássico. “Atualmente, adultos, na maioria mulheres acima dos 18 anos, procuram a dança como uma forma de terapia”, revela o diretor do Estúdio Miosótis. Há benefícios desde a primeira aula como melhora no alongamento e das habilidades motoras.

Street Dance: 500 a 750 calorias
A aula de street dance , que também é conhecida como dança de rua, atrai um público mais adolescente, a partir de 12 anos, informa Alvarenga. Ela é ideal para quem procura uma aula de dança descontraída, com músicas que fazem sucesso atualmente. A promessa é trabalhar desde a primeira aula a coordenação motora e a musicalidade.

Jazz: 600 a 800 calorias
A dança que virou febre nos anos 1980 ainda mostra todo o seu vigor. É procurada por pessoas de todas as idades, a partir de 7 anos. “É uma dança mais ágil e dinâmica”, avisa o diretor. Os principais benefícios, segundo ele, são sociabilização, fortalecimento muscular e condicionamento cardiorrespiratório.

Aero Dance: 600 a 800 calorias
Para desempatar do jazz, a aero dance vem com tudo quando o assunto é queimar calorias em uma aula divertida e dinâmica. Em geral, adultos acima dos 30 anos são os maiores adeptos da modalidade. Já na primeira sessão, há melhoras no humor e na tonificação muscular, garante Alvarenga.

Zumba: 800 a 1.000 calorias
A campeã da nossa seleção só poderia ser ela: a zumba. E nem precisa ter experiência em dança porque o professor passa as coreografias na hora. A mistura de ritmos latinos faz adultos a partir de 25 anos perderem calorias enquanto elevam a autoestima.