PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Graciela Piñero e a marca Jean Vier

“Uma cozinha dos sonhos”; com este conceito a arquiteta Graciela Piñero marca seu retorno a principal Mostra de Decoração do país, a Casa Cor São Paulo, que acontece de 26 de maio a 12 de julho. Em seu lounge gourmet de 55m², Graciela projetou um ambiente intimista, intitulado A Cozinha dos Meus Sonhos, que exalta a praticidade de uma área gourmet altamente equipada e moderna, mas com muito aconchego nos detalhes, um local perfeito para receber os amigos e familiares.

As empresárias Luciana Ribeiro Caren Vonigel e a rquiteta Graciela Piñero

As empresárias Luciana Ribeiro, Caren Vonigel e arquiteta Graciela Piñero.

A tempos a cozinha deixou de ser um ambiente isolado e escondido para se transformar em um local de integração nas casas. É também um espaço que aguça a criatividade no preparo dos mais diversos pratos, onde os moradores relaxam e confraternizam. “Essa é uma área que permite ricas experiências e instiga o nosso processo criativo. Coloquei referências pessoais neste projeto pensado em uma proprietária que gosta de cozinhar em família, experimentar novas receitas, curtir, relaxar e socializar. Utilizei cores suaves, que se complementam de forma harmoniosa”, explica Graciela Piñero.

Sofisticação e praticidade

Marca registrada da profissional, que privilegia o conforto e a estética para atingir o máximo de bem-estar, Graciela Piñero reuniu em seu projeto, conceitos como humanização, tecnologia e funcionalidade. “Eu me entrego às minhas criações e a Cozinha dos Meus Sonhos tem inspiração na mulher que adora cozinhar, mas também nos seus convidados, que usufruem do aconchego do ambiente. Essa dualidade de atingir os diferentes públicos reflete na escolha dos materiais bem equilibrados no projeto”.

As tonalidades escolhidas compõem uma cartela de cores frias como o cinza, azul além dos tons metalizados, incluindo o prata e o dourado em composição com materiais rústicos e finos.

A marca francesa Jean Vier, faz parte do cenário!

Faz mais de 30 anos que a Jean-Vier revisita e renova as tradições bascas para vestir a casa. As listras e as cores das roupas de Mesa, Cozinha e Praia fazem todo o charme da nossa marca.

A história da roupa de casa basca está intimamente ligada à história da nossa região e da nossa cultura. Feita de linho e cultivada pelos camponeses franceses, a roupa basca era fabricada para fazer mantas de linho com o objetivo de proteger os bois do sol. As sete listras fazem referência às setes províncias bascas. A roupa de mesa é reconhecida internacionalmente por sua beleza, resistência e praticidade.

Você encontrará os nomes das coleções que são os nomes de cidades e cidadezinhas da nossa região: Abadia, Biarritz, Bilbao, Espelette, Sara, St Jean de Luz.

Em 1990, a Jean-Vier inaugurou o museu basco em Saint Jean de Luz. Dedicado a todos os aspeitos da cultura basca, ele represente a força e alma basca. Não deixe de nos visitar.

QUALIDADE JEAN-VIER
A equipe da Jean-Vier prioriza a qualidade na fabricação. Nosso controle de qualidade é rígido em cada fase produção: desde a escolha da fibra até o acabamento anti-mancha.

Os produtos Jean Vier

Os produtos Jean Vier

FIBRAS NATURAIS E DE EXCEÇÃO
A tecelagem da Jean-Vier utiliza fibras 100% naturais com um fio de qualidade renomeado. Nossas fibras são importadas de regiões reconhecidas pela qualidade do algodão.

FIOS NOBRES
As fibras cuidadosamente selecionadas são essenciais para se ter um tecido de grande qualidade. O fio utilizado na maioria dos produtos da Jean-Vier é um tecido de fibras penteadas: um processo que permite tirar até 20% das impurezas e guardar as melhores fibras para garantir um tecido de alta qualidade.

UM PROCESSO ESPECÍFICO PARA PRESERVAR A DURAÇÃO DA SUA ROUPA
Todas as coleções da Jean-Vier são pré-encolhidas, através de um processo que deixa o tecido do algodão menos frágil na lavagem evitando que o tecido encolha ou desbote.

ROUPA DE MESA 100% ALGODÃO
ACABAMENTO ANTI-NÓDOA :
A folha de Lótus representa em muitas culturas, um símbolo de pureza. Ela repele a água e leva com ela sujeiras e poeira. Minúsculas partículas causam uma ação de autolimpeza natural. Essa tecnologia inovadora melhora significativamente a qualidade e a funcionalidade das nossas toalhas de mesa.

COMO FUNCIONA ?
As micropartículas, na aplicação, se põem da maneira inteligente: a camada ultrafina transparente se transforma em uma área homogênea e constitui um revestimento durável. As substâncias líquidas não aderem nas áreas tratadas. A incorporação desse tratamento ocorre na etapa de acabamento do têxtil. Esse tratamento garante uma limpeza fácil e econômica de sua roupa de casa. As fibras são resistentes e facilitam o processo de engomar. O calor do ferro permite reativar o tratamento, aumentando a durabilidade de seu tecido.

Cozinha

Panos de prato e panos de mão 100% algodão, com desenhos originais e cores atraentes. Os desenhos são realizados com um nível de detalhe excepcional. A tecelagem mais densa deixa o desenho mais preciso.
Nós selecionamos as melhores fibras a fim de produzir os fios que garantirão flexibilidade e fineza, para um toque mais agradável.

Com o tratamento ante-encolhimento, nossa nova coleção de panos de prato e panos de mão lhes garantirão uma duração prolongada de seus acessórios de cozinha. Estamos comprometidos a fornecer um produto controlado, revisado e com um acabamento de grande qualidade.

A Jean-Vier, preocupada com o meio ambiente e a saúde de seus consumidores, oferece produtos com impacto ambiental mínimo.

O Oeko-Tex ® Standard 100, símbolo de confiança têxtil é a primeira etiqueta de produto têxtil que responde as necessidades do consumidor em termos de ecologia humana. 100% dos tecidos da Jean-Vier utilizados estão garantidos pelo sistema internacional de controle e de certificação dos produtos têxteis Oeko-Tex®.

SOBRE A GRACIELA PIÑERO – É em sua “caixa de imagens” mental, uma memória visual armazenada em mais de 30 anos de carreira, e na potente intuição que a arquiteta Graciela Piñero se baseia para executar seus projetos, que são acima de tudo, ecléticos. Fugindo das modices, seu objetivo é a satisfação e a identificação do cliente, sem esquecer o prazer em trabalhar com a arte.

Formada pela Universidad de La Plata, em seu país natal, a Argentina, Graciela mudou-se definitivamente para o Brasil em 1977 e acabou fincando pé na região de Alphaville, na Grande São Paulo, onde foi ao mesmo tempo testemunha e parte integrante da criação do novo polo residencial e comercial da metrópole paulista.

Depois de integrar-se à equipe de Reinaldo Pestana, arquiteto que projetou o bairro de Alphaville junto à construtora Albuquerque Takaoka, Graciela partiu para o trabalho independente em 1986, ainda em parceria, seguindo sozinha em 1991. Desde então, foram 16 participações na Casa Cor, entre outras mostras, e centenas de projetos bem-sucedidos, tanto na área de arquitetura quanto na decoração de interiores.