PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Greve de trabalhadores da Sabesp é suspensa em Santos

Os trabalhadores da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), decidiram suspender a greve iniciada na quarta-feira passada (08), após a Diretoria da Sabesp comprometer-se a defender junto ao seu Conselho de Administração a elevação do percentual da folha de pagamento destinado a PLR de 57,1% para 81%. A decisão foi tomada em assembleia realizada na noite desta terça-feira (14).
O compromisso foi firmado em audiência do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). A Sabesp também concordou em destinar 1% da folha de pagamento para a movimentação de pessoal, conforme avaliação de desempenho realizada em dezembro/2014, com previsão para pagamento em julho/2015. Nessa mesma data, a empresa deverá demonstrar e comprovar ao sindicato esse percentual nos termos do enquadramento no Plano de Cargos e Salarios.

Uma nova audiência de conciliação no TRT foi agendada para o dia 23 de abril, quando então a empresa informará a decisão do Conselho de Administração.

GREVE DE 7 DIAS
Durante sete dias os trabalhadores da Sabesp cruzaram os braços. A decisão foi tomada em assembleia no dia 7 porque, depois de mais de seis meses de negociação entre sindicato e empresa, até aquela data havia uma perda de 42,9% na PLR e total incerteza quanto à destinação de 1% da folha para a movimentação de pessoal.
Nos dias de paralisação, os serviços emergenciais e inadiáveis foram realizados por equipes de plantão designadas pelo sindicato. O trabalho nesses dias foi conduzido com responsabilidade e compromisso, sendo que na audiência a empresa reconheceu que não houve prejuízo das atividades essenciais à população.

NÃO HAVERÁ DESCONTO OU COMPENSAÇÃO DOS DIAS PARADOS
A Sabesp se comprometeu a não efetuar o desconto dos dias parados, demonstrando mais uma vez que a greve foi realizada com responsabilidade pelo sindicato e pela categoria.