PUBLICIDADE

- INVISÍVEL

Impedidos na Internet, defensores do EI lançam site

Partidários do Estado islâmico lançaram o CaliphateBook para contornar as proibições e bloqueios periódicos que enfrentam no Facebook e outras redes sociais, e assim espalhar a sua mensagem militante através da Internet.

Uma mensagem postada em inglês em sua primeira página dizia ter suspendido temporariamente as operações para “proteger as informações e detalhes de seus membros e sua segurança”.

O Estado islâmico, que declarou a criação de um califado em território capturado no Iraque e na Síria, baseia-se fortemente nas redes sociais para espalhar mensagens e divulgar vitórias militares e decapitações de prisioneiros.

Mas as principais empresas de mídia social se apressam a remover links de cenas de assassinatos, e muitos governos vêm adotando restrições mais fortes sobre o uso da Internet pelos militantes.